domingo 21 de julho de 2024
Foto: Reprodução/FUP
Home / NOTÍCIAS / FUP: reunião com Prates pedirá mudanças no plano estratégico e concurso público
sexta-feira 27 de janeiro de 2023 às 12:18h

FUP: reunião com Prates pedirá mudanças no plano estratégico e concurso público

NOTÍCIAS


No seu primeiro dia como presidente da Petrobras, o ex-senador Jean Paul Prates recebe entidades sindicais na tarde desta sexta-feira (27). De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), serão levados a Prates temas como mudanças no plano estratégico e na política de preços de combustíveis, assim como a reconquista de direitos dos trabalhadores que foram retirados nos últimos anos.

Serão questionados o que a FUP classifica de “descontos abusivos nos planos de saúde e na previdência complementar”, principalmente de aposentados e pensionistas, “muitos deles com contracheque zerado de seu benefício”, segundo o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar.

Além disso, será tratada a reposição de efetivo, com a realização de novos concursos públicos na Petrobrás.

Durante a reunião, serão debatidas propostas para os novos rumos da Petrobras defendidas pelas lideranças sindicais e já apresentadas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e analisadas no Grupo de Transição de Minas e Energia, do qual Prates e Deyvid Bacelar fizeram parte.

“A reconquista de direitos trabalhistas e previdenciários dos petroleiros também está na pauta da reunião”, confirmou a FUP.

Entre as propostas estão revisões no atual Plano Estratégico da Petrobras 2023-2027, aprovado no ano passado pela gestão bolsonarista da empresa, e mudanças na atual política de preços de paridade de importação (PPI) implementada por Pedro Parente em 2016, quando ocupava a presidência da Petrobras, e mantida por Bolsonaro.

O PPI vincula o preço dos combustíveis à variação do dólar, ao preço do barril do petróleo no mercado internacional e aos custos de importação dos derivados.

De imediato, a FUP defende a suspensão e reversão das privatizações das unidades da empresa; a conclusão das obras em andamento (como a expansão da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, ou que estão paralisadas, como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

A FUP também vai reivindicar novos investimentos em exploração e produção, respeitando conteúdo local, e em transição energética, com processos de inclusão dos trabalhadores.

Também estão na agenda do encontro investimentos no setor de fertilizantes , com vistas à conclusão das obras da fábrica de Mato Grosso do Sul e a reabertura da unidade do Paraná. Após a Fup, Prates vai receber a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).

Veja também

Brasil suspende preventivamente as exportações de carne de aves e seus produtos

Após a confirmação de um foco da doença de Newcastle (DNC) em estabelecimento de produção …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!