terça-feira 16 de agosto de 2022
Foto: Reprodução/Instagram
Home / NOTÍCIAS / Centrais sindicais querem reunir 100 mil pessoas no 1º de Maio
segunda-feira 18 de abril de 2022 às 05:07h

Centrais sindicais querem reunir 100 mil pessoas no 1º de Maio

NOTÍCIAS, POLÍTICA


Organizadores do ato que será realizado pelas centrais sindicais em 1º de Maio, Dia do Trabalho, querem reunir cerca de 100 mil pessoas na praça Charles Miller, que fica em frente ao estádio Pacaembu, em São Paulo.

Segundo o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o evento já reuniu público dessa dimensão anteriormente e, inclusive, teria recebido mais de um milhão de pessoas quando havia sorteio de carros.

“Vamos trabalhar por 100 mil. A convocatória começará a partir de terça-feira (19) na praça Ramos [em São Paulo]”, diz Juruna.

No folheto de convocação não há menção à presença de políticos, mas sim o anúncio de shows de artistas como Daniela Mercury.

O flyer também elenca 10 pontos de pautas das centrais.

Participam da organização do evento CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, Intersindical Central, CSP Conlutas, Intersindical IL e Publica.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve ir ao ato e também espera que o 1º de maio reúna milhares de pessoas. Embora não vá ser o ato que marcará o lançamento de sua pré-candidatura, o petista quer participar de evento com público lotado para alavancar a campanha.

Já Ciro Gomes (PDT-CE), que também será convidado, não participará. Segundo o presidente do PDT, Carlos Lupi, no mesmo dia será realizado um evento em homenagem ao centenário de Leonel Brizola, em Brasília.

Veja também

Cinco estados registram queda na conta de luz após mudança no ICMS, diz Ministério

A redução do ICMS sobre a conta de luz já pode ser sentida por consumidores …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!