sábado 24 de fevereiro de 2024
José Luiz Datena, no programa televisivo Brasil Urgente - Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Vaivém de Datena antes de flerte com Boulos e Tabata já incluiu Bolsonaro, Doria e Tarcísio
quarta-feira 6 de dezembro de 2023 às 07:45h

Vaivém de Datena antes de flerte com Boulos e Tabata já incluiu Bolsonaro, Doria e Tarcísio

NOTÍCIAS


Depois de discutir a formação de uma chapa com o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP) para as eleições municipais de 2024 em São Paulo, o apresentador José Luiz Datena é cotado para ser vice da deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP).

Na segunda-feira (4), Márcio França (PSB), ministro do Empreendedorismo e da Microempresa, divulgou uma foto do apresentador com Tabata e comemorou a aproximação entre eles.

Datena tem sua trajetória marcada por movimentações políticas que acabaram não resultando em candidaturas de fato.

Já flertou com diferentes políticos, de distintas ideologias, e integrou partidos de variados espectros. Agora, admitiu a possibilidade de se filiar ao PSB após sua saída, no mês passado, do PDT.

Veja alguns dos momentos de vaivém de Datena na política.

TABATA AMARAL (PSB)

Datena é cotado como vice de Tabata Amaral na disputa para a Prefeitura de São Paulo em 2024. Na segunda-feira, o ministro Márcio França postou uma foto com Tabata e Datena e comemorou a aproximação entre eles com a expressão “fogo no parquinho”.

França afirmou à Folha que uma união entre Tabata e Datena mudaria a disputa, já que considera o comunicador como forte “nome nacional”.

“Caso ele se disponha a ser candidato, será um arrasa-quarteirão. Ele desequilibra a disputa”, disse França à coluna Painel.

Segundo Tabata, houve, na segunda, a reiteração de que Datena seja seu vice. O comunicador confirmou que existe uma possibilidade de se filiar ao PSB, mas desconversou sobre seus planos. Ele era filiado ao PDT até o mês passado. O partido trabalhava com a possibilidade de ele se tornar pré-candidato a prefeito em 2024.

GUILHERME BOULOS (PSOL)

Em abril deste ano, circulou nas redes sociais uma gravação em que Datena e o pré-candidato Guilherme Boulos falavam sobre uma possível parceria para disputar a Prefeitura de São Paulo.

No vídeo, Datena pede a Boulos que ele “peite” o PT para garantir a chapa. “Se você peitar o PT e nós sairmos candidatos, se você falar para o Lula: eu quero o Datena como vice e sinto muito, nós podemos sair”, afirma o apresentador na gravação.

Boulos diz que seu vice vai ser escolhido pelo PT, em razão de um acordo com o partido definido ainda em 2022.

Depois da divulgação do vídeo, Datena negou ter pedido para ser vice e chamou de “canalha” quem tornou pública a reunião.

CIRO GOMES (PDT)

Datena foi cotado para ser o vice do pedetista Ciro Gomes nas últimas eleições presidenciais. O apresentador falou sobre a possibilidade um dia depois de ter confirmado seu nome como candidato ao Senado.

Na época, Ciro afirmou que a porta estava aberta para que os dois dessem continuidade à formação da chapa, mas a negociação não foi adiante.

JAIR BOLSONARO (PL) E TARCÍSIO DE FREITAS (REPUBLICANOS)

Também nas últimas eleições, Datena avaliou a chance de se candidatar ao Senado com apoio do então presidente Jair Bolsonaro na chapa do hoje governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos). Na época, Datena era do PSC.

Bolsonaro chegou a falar a apoiadores que tinha “fechado com o Datena”. Horas depois de o ex-presidente declarar seu apoio, o apresentador desistiu da disputa.

PT

Datena já foi filiado ao PT por 23 anos, de 1992 a 2015. O antigo elo com o partido gerou resistência de parte de bolsonaristas quando o apresentador tentou angariar o apoio de Bolsonaro.

Na época, o PT chegou a afirmar que o político não faria falta depois da desfiliação. “Não fará falta, pois não tem o perfil do partido; ele tem outro pensamento, outra conduta, nunca frequentou as reuniões partidárias”, declarou o vereador Jorge Parada, à época presidente do PT de Ribeirão Preto, cidade em que o apresentador tinha registrado a filiação.

O apresentador já declarou publicamente que seu último voto em eleições presidenciais foi dado a Lula, em 2002. O apresentador afirmou ter justificado o voto em outras eleições.

Em 2018, a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) já criticava o apresentador em razão da possibilidade de ele se candidatar pelo DEM (partido que posteriormente virou União Brasil). “José Luiz Datena foi filiado ao PT entre 1992 e 2015. Permaneceu filiado por DEZ ANOS após a eclosão do Mensalão. Agora ele quer nosso voto? Não terá.”, afirmou Zambelli à época.

Datena também desistiu da disputa naquele pleito, quando gravou vídeo elogiando Geraldo Alckmin, então presidenciável do PSDB.

JOÃO DORIA (PSDB)

Em 2021, Datena havia afirmado que apoiaria João Doria (à época do PSDB) para a disputa presidencial do ano seguinte. Ele também disse que iria apoiar a indicação de Rodrigo Garcia, pelo mesmo partido, para o Governo de São Paulo.

Na época, o apresentador foi anunciado pelo PSDB e União Brasil como pré-candidato ao cargo de senador. Quando João Doria desistiu de concorrer à Presidência da República, Datena chamou a decisão de traição.

“Doria fez o movimento errado de novo, ele deixa de ser o traído pelo PSDB e trai o Rodrigo Garcia. Por consequência, eu não tenho mais nenhum compromisso com essa chapa”, disse à época.

O então governador recuou e manteve a candidatura, mas acabou desistindo de vez meses depois.

Veja também

Após polêmica, Lula volta a dizer que Israel pratica genocídio em Gaza

Em evento da Petrobras, nesta sexta-feira (23), no Rio de Janeiro, o presidente Lula da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Advertisement

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas