sexta-feira 19 de julho de 2024
Foto: Divulgação
Home / DESTAQUE / União Brasil aceita denúncia e inicia processo de expulsão de Bivar
quarta-feira 13 de março de 2024 às 17:55h

União Brasil aceita denúncia e inicia processo de expulsão de Bivar

DESTAQUE, NOTÍCIAS, POLÍTICA


Em uma reunião nesta quarta-feira (13) que contou com a participação de deputados, senadores, ministros e governadores do União Brasil, foi votado o prosseguimento do processo que poderá resultar na revogação da filiação e da expulsão do deputado federal Luciano Bivar (PE), atual presidente do partido.

O placar foi de 17 votos favoráveis ao prosseguimento do processo, nenhum contrário e 15 abstenções.

Conforme previsto pelo rito processual estabelecido no estatuto do União Brasil, Bivar terá 72 horas, a partir do recebimento da representação, para apresentar sua defesa antes que uma decisão cautelar seja proferida pelo partido. Posteriormente, a executiva da sigla irá votar sobre a concordância ou não com o pedido, concedendo a Bivar um prazo adicional de cinco dias para se defender. A decisão final deve ser emitida em até 60 dias.

Ao chegar à sede do partido em Brasília, o senador Efraim Filho (PB) explicou que a reunião tinha o propósito de “analisar o cenário e avaliar as provas que porventura sejam trazidas ao processo”, visando compreender a “grave conduta” e definir “qual a penalidade pode ser imposta”.

O motivo da representação que pede o afastamento cautelar de Bivar inclui ameaças de morte feitas por ele ao presidente eleito do União, Antonio de Rueda, e familiares, além de “indícios de motivação política criminosa nos incêndios que destruíram as casas” de Rueda e sua irmã, Maria Emília Rueda, tesoureira do União Brasil.

O encontro contou com cerca de 50 membros do partido, incluindo ACM Neto, Antonio de Rueda e os governadores Ronaldo Caiado (Goiás), Mauro Mendes (Mato Grosso) e Wilson Lima (Amazonas). Ministros como Juscelino Filho (Comunicações) e Celso Sabino (Turismo) também marcaram presença.

A disputa pela presidência do partido entre Rueda e Bivar tem sido acirrada desde o início do ano. Recentemente, na noite de segunda-feira (11), as casas de praia de Rueda e de sua irmã foram incendiadas em um condomínio de Ipojuca (PE), onde Bivar também possui residência.

Na terça-feira (12), a bancada do partido na Câmara se reuniu para deliberar sobre uma resposta às últimas declarações de Bivar, que se recusa a deixar a presidência. Para Elmar Nascimento, líder do partido na Casa Baixa, Luciano Bivar não representa mais a sigla. “Todas as declarações, coletivas de imprensa, palavras colocadas por ele não falam pelo nosso partido, pela nossa bancada. Não nos representa”, afirmou o parlamentar.

Veja também

Em 1º discurso após atentado, Donald Trump promete ‘acabar com pesadelo na fronteira’

O ex-presidente Donald Trump começou seu discurso principal nesta última quinta-feira (18) na convenção republicana …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!