quarta-feira 24 de abril de 2024
Sergio Moro e o ex-presidente Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR/Arquivo
Home / DESTAQUE / O que Bolsonaro ouviu do PL ao pedir que partido desistisse de cassação de Moro
quarta-feira 3 de abril de 2024 às 11:09h

O que Bolsonaro ouviu do PL ao pedir que partido desistisse de cassação de Moro

DESTAQUE, NOTÍCIAS, POLÍTICA


A grande mágoa de Sergio Moro (União Brasil-PR) com Jair Bolsonaro (PL) se dá pelo fato de o ex-presidente não ter se empenhado segundo a colunista Bela Megale, do O Globo, para fazer o PL desistir da ação que pede a cassação de seu mandato de senador. Membros da cúpula do partido relataram à coluna, porém, que Bolsonaro pediu ao mandachuva do PL, Valdemar Costa Neto, que declinasse da iniciativa.

A resposta que o ex-presidente recebeu, segundo membros da sigla, foi a de que o PL não desistiria do processo, porque empregou dinheiro público na ação e isso poderia acarretar em alguma sanção para o partido. O argumento não convenceu ninguém, mas deixou evidente os planos do PL para Moro.

Integrantes do partido relataram à coluna que a opção de o PL não recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já chegou a ser discutida, caso o senador seja absolvido no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. Nesta quarta-feira, será retomado o julgamento no TRE, que pode culminar em em sua cassação.

Procurado pela coluna, o advogado do PL, Bruno Cristaldi, disse que essa hipótese não está no radar:

— Nunca chegou nada nesse sentido para mim. Vamos seguir com a ação e ir até o fim. Qualquer orientação para desistir da ação me surpreenderia, pois quando acionamos a Justiça, tínhamos ciência das dificuldades que seriam colocadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná e avaliamos que o processo deve ser decidido no TSE.

Veja também

Pela primeira vez na história Portugal assume culpa por escravidão

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que Portugal deve pagar por todos os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas