domingo 26 de maio de 2024
José Guimarães. Foto Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Foto: DIV / DIV
Home / NOTÍCIAS / Líder do governo na Câmara minimiza demissão de Prates e fala em ‘herança maldita’ na Petrobras
quarta-feira 15 de maio de 2024 às 06:17h

Líder do governo na Câmara minimiza demissão de Prates e fala em ‘herança maldita’ na Petrobras

NOTÍCIAS, POLÍTICA


O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), minimizou a demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras nesta última terça-feira (14) e disse conforme a Folha de S. Paulo, que há uma “herança maldita” na empresa herdada do governo Jair Bolsonaro (PL).

A notícia da decisão do presidente Lula (PT) de demitir Prates foi divulgada durante sessão da Câmara na noite desta terça. O deputado Cabo Gilberto Silva (PL-PB) aproveitou para criticar o governo do petista ao microfone no plenário e foi rebatido por Guimarães.

“Estou achando incrível o pessoal aí. Estamos com uma herança maldita na Petrobras que veio no governo anterior. Aliás, o presidente deles demitiu o presidente da Petrobras num ano três vezes. Qual o problema nisso? Era gasolina a R$ 10 e por aí vai. Essa é a herança de quando vocês governaram a Petrobras, porque não tinha nem presidente que durasse um ano. Tira um, bota outro”, disse Guimarães.

Em seguida, afirmou que “faz parte da rotina” a mudança e que o presidente da República é “quem tem o poder de demitir ou nomear”.

Para o lugar de Prates, Lula indicou a engenheira Magda Chambriard, que comandou a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) no governo Dilma Rousseff (PT).

Após a divulgação da decisão do petista, os ADRs (recibos de ações brasileiras negociadas nos Estados Unidos) da Petrobras recuaram 5,65% nas negociações pós-mercado.

Veja também

A hipótese de que a humanidade é uma ‘Inteligência Artificial’ antiga

De narrativas religiosas a teorias científicas, os seres humanos têm procurado entender de onde viemos …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas