quarta-feira 19 de junho de 2024
O presidente da Câmara, Arthur Lira. Foto: Zeca Ribeiro/Ag. Câmara
Home / NOTÍCIAS / Governo Lula exonera primo de Arthur Lira de cargo no Incra
terça-feira 16 de abril de 2024 às 09:04h

Governo Lula exonera primo de Arthur Lira de cargo no Incra

NOTÍCIAS


O Governo Federal exonerou hoje Wilson César de Lira Santos, primo de Arthur Lira (PP-AL), do cargo de Superintendente Regional do Incra de Alagoas. A exoneração ocorre após uma sequência de trocas de farpas entre o governo e o presidente da Câmara.

O que aconteceu

Decisão foi publicada em portaria na manhã desta terça-feira (16). Documento foi assinado pelo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, César Fernando Schiavon Aldrighi.

Primo de Lira ocupava cargo no Incra desde 2017. Antes disso, ele teve cargos em secretarias de Maceió e no município de Coruripe (AL), segundo informações do currículo público dele.A nomeação foi feita durante o governo Temer e mantida durante todo o governo Bolsonaro e primeiro ano de Lula.

MST já tinha pedido afastamento de Wilson. Em nota publicada em março de 2023, o movimento classificou o então superintendente como “ligado ao agronegócio e ao bolosonarismo”.

Troca de farpas com o governo

Presidente da Câmara chamou Padilha de “incompetente”. Lira deu declaração sobre ministro das Relações Institucionais na quinta (11), quando afirmou que governo tentou causar instabilidade com notícias sobre manutenção de prisão de Chiquinho Brazão.

Ministro respondeu e Partido dos Trabalhadores fez duras críticas a Lira. Em resposta, Padilha afirmou que não iria “descer a esse nível” e disse que não guardava rancor de Lira. O PT, por sua vez, disse que o deputado comprometeu “a liturgia do cargo de presidente da Câmara Federal”.

Veja também

Arthur Lira anuncia comissão para discutir PL sobre aborto no segundo semestre

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou na noite desta terça-feira (18) …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!