terça-feira 9 de agosto de 2022
Foto: Reprodução
Home / JUSTIÇA / Garoto de 13 anos que sonha ser juiz fica em 1º lugar em direito na UFRRJ
quinta-feira 24 de fevereiro de 2022 às 17:42h

Garoto de 13 anos que sonha ser juiz fica em 1º lugar em direito na UFRRJ

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


O adolescente Caio Temponi, 13, foi aprovado na terça-feira (22) em primeiro lugar segundo o Estado de S. Paulo, no curso de direito da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro). Apesar da pouca idade, esta não é a primeira vez que ele –natural de Três Rios (RJ)– passa no vestibular antes de terminar o ensino médio. No ano passado, Caio conquistou uma vaga no curso de administração da Uece (Universidade Estadual do Ceará), mas optou por terminar primeiro o ensino médio.

Segundo a mãe, Laurismara Temponi, essa foi a primeira vez que ele fez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Apesar do resultado, não há planos para que ele faça o curso agora.

“Eu e meu marido conversamos com ele, e ele disse que ainda quer ficar na escola, porque ele é muito novo, já pulou três anos e quer ficar com os amigos, vivenciar a adolescência. No final do ano, quando ele fizer o exame novamente, a gente volta a conversar com ele”, contou ela ao UOL.

Caio atualmente está no 2º ano do Ensino Médio e pulou o primeiro, o terceiro e o oitavo anos do Ensino Fundamental. Ele estuda em uma escola particular em Fortaleza e a família se mudou para a capital cearense em dezembro, para apoiar seus estudos.

“Ele se interessou muito, então nós viemos para cá. Estamos longe da família, de tudo, não é fácil, mas vale a pena” diz Laurismara.

A mudança ocorreu logo após Caio passar em primeiro lugar no exame da Epcar (Escola Preparatória de Cadetes do Ar), em Barbacena (MG). Ele foi o mais novo a passar no concurso, acertando todas as questões. No entanto, ele preferiu seguir o sonho de ser juiz federal e continuar estudando para outros vestibulares. “Ele desde pequeno já mostrava que gostava muito de estudar, aprendia com facilidade. Sempre gostou de fazer provas, concursos.”

O sonho de ser juiz federal, diz a mãe, começou na época da Operação Lava Jato, iniciada em março de 2014. “Temos alguns primos mais distantes que são advogados, mas ninguém próximo é da área do direito. Ele começou com isso com uns 5 anos. Acho que se encantou com toda aquela movimentação que estava acontecendo”, diz ela, que atualmente trabalha com bicos, enquanto o marido é motorista. “Eu cheguei a falar para ele fazer medicina, porque ele iria se formar cedo e teria que esperar para prestar o concurso para juiz. Mas ele não quis, quer mesmo ser juiz federal.”

A conquista da vaga no curso de direito, por sua vez, teve uma preparação nada convencional. Caio está em uma turma de estudos do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) que, segundo a mãe, tem um enfoque maior nas ciências exatas. “Então, não teve preparação exclusiva para o Enem”, conta ela. No entanto, a nota de redação de Caio surpreendeu: 940. “Mas ele não gostou, falou que achou ruim”.

As questões de matemática, por sua vez, foram quase gabaritadas – exceto por uma. A familiaridade do jovem com a área de conhecimento já não é uma novidade, uma vez que Caio venceu duas competições internacionais de matemática no ano passado. Além disso, ele possui um canal no YouTube, “Gabaritando com Caio Temponi”, em que grava vídeos ensinando como fazer exercícios matemáticos para os mais de 13 mil inscritos.

Laurismara também conta que, além dos estudos regulares, Caio ainda tem aulas de inglês duas vezes por semana e deve fazer a última prova de proficiência de Cambridge em breve. “Ele já é fluente”.

Diante de tantas conquistas, a mãe não esconde a alegria de ver os caminhos se abrindo para o filho. “É gostoso para mim e para o meu marido porque realmente vemos que não é só inteligência dele. Ele luta bastante, corre atrás… Tem pouca idade, mas tem muita responsabilidade”, diz ela. “A gente sempre fala que em primeiro lugar é a felicidade dele e depois vem os estudos. Nós saímos da nossa cidade, mas estamos vendo que ele está feliz. Então estamos felizes juntos”, finaliza.

Veja também

Estou com sintomas de varíola do macaco, o que devo fazer?

Agência Adventista lança campanha de orientação sobre doença No último dia 23 de julho, a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!