terça-feira 30 de novembro de 2021
Foto: Arquivo/MPDFT/Divulgação
Home / JUSTIÇA / Ganhador da Mega-Sena tem prisão decretada por não pagar pensão alimentícia
terça-feira 23 de novembro de 2021 às 10:36h

Ganhador da Mega-Sena tem prisão decretada por não pagar pensão alimentícia

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Homem faturou prêmio de R$ 20 milhões, mas deve R$ 160 mil do benefício que está em atraso

Um ganhador da Mega-Sena em 2001 teve a prisão decretada pelo juiz titular da comarca de Tangará (SC), Flávio Luís Dell’Antonio, por não pagar mais de R$ 160 mil de pensão alimentícia. As informações são do Portal Metrópoles.

O homem, cuja identidade não foi revelada, levou seis anos para receber a premiação milionária, já que disputava o valor na Justiça com outro ganhador. Contudo, em 2007, os dois entraram em acordo e dividiram os R$ 27 milhões do sorteio. Com a correção do valor à época, o prêmio chegou a mais de R$ 40 milhões.

Segundo a decisão do magistrado, o homem ficará detido até quitar três parcelas atrasadas da pensão alimentícia que venceram em junho. O valor será atualizado com juros e correção monetária.

O prazo da prisão é de dois meses em regime fechado. Caso o benefício não seja repassado ou haja novo atraso, o homem poderá ter o nome negativado financeiras de crédito ou ser preso.

Saque da herança

Outro caso envolvendo a premiação milionária voltou à tona no início deste mês quando a Justiça autorizou que a filha do ex-lavrador Renê Sena, morto em 2007 após ganhar na loteria, saque cerca de R$ 43 milhões da herança do pai. Atualmente, a fortuna dele é estimada em R$ 87 milhões.

Renê foi assassinado em 2007 a mando da então companheira, Adriana Ferreira Almeida, que ficou conhecida como “Viúva da Mega-Sena”. Em 2016, ela foi condenada a 20 anos de prisão pela morte de René. Foragida, Adriana foi presa em 2018, na Região Metropolitana do Rio, onde tinha uma residência como esconderijo.

Veja também

Instituto criado para divulgar pesquisas gera especulações

Como um relógio querendo apontar a hora certa, recentemente foi divulgada a primeira pesquisa presidencial …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!