domingo 21 de julho de 2024
Foto: Reprodução
Home / DESTAQUE / Fernando Haddad diz que PIB cresce em ritmo ‘3 vezes superior’ ao esperado
sexta-feira 1 de setembro de 2023 às 13:30h

Fernando Haddad diz que PIB cresce em ritmo ‘3 vezes superior’ ao esperado

DESTAQUE, NOTÍCIAS


O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), comentou os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, divulgado nesta sexta-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A economia brasileira cresceu 0,9% no 2º trimestre de 2023, acima das expectativas do mercado financeiro, de 0,3%. Em relação ao mesmo trimestre de 2022, o PIB brasileiro teve alta de 3,4%. E, no 1º semestre de 2023, o ganho foi de 3,7%.

“A gente fica feliz que as projeções do início do ano, feitas pelo Ministério da Fazenda, que era um crescimento superior a 2% já no começo do ano, estão sendo superadas, e o crescimento do PIB desse ano deve atingir a marca de 3%”, disse o ministro da Fazenda.

“Eu quero lembrar que, nessa mesma época, as projeções médias do mercado eram de um crescimento inferior a 1%. Portanto, em relação ao que estava sendo projetado para a economia brasileira no começo do ano pelo mercado, nós estamos com um crescimento três vezes superior ao que estava sendo pensado”, disse Haddad.

O ministro diz ainda que os resultados do PIB brasileiro “dão força” para a agenda do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que enviou um conjunto de medidas para o Congresso Nacional, em busca de organizar o cenário econômico do país.

Na lista de Haddad estão o novo arcabouço fiscal, já aprovado pela Câmara dos Deputados, e a reforma tributária, que já está tramitação no Senado Federal. O ministro diz que está “à disposição das lideranças do Congresso Nacional” para que as demais medidas avancem.

“Tem muito trabalho pela frente para a gente consolidar o marco fiscal e as projeções para o ano que vem”, disse o ministro.

“Há ainda, com naturalidade, muitos questionamentos sobre como vai ser o ano de 2024, mas eu tenho segurança de que, se nós aprovarmos esse conjunto de medidas que foi para a Câmara dos Deputados, nós vamos continuar colhendo os frutos de uma melhoria na percepção da economia brasileira”, prosseguiu.

“Isso nos anima, mas nós conhecemos os desafios. Ninguém aqui está considerando o campeonato como ganho. Nós sabemos que temos um caminho pela frente: aprovar as medidas que foram endereçadas, uma melhoria o ambiente político para que essas medidas sejam analisadas com cautela e generosidade”.

Haddad disse ainda que o Brasil precisa tomar medidas que promovam o reequilíbrio das contas, mas ao mesmo tempo, que alavanquem o crescimento econômico. “Só com crescimento, podemos alcançar um equilíbrio fiscal, social e ambiental. Com o crescimento, tudo fica mais fácil”, disse.

Novas medidas

O ministro reforçou que outros projetos em tramitação no Congresso podem ajudar a destravar o ambiente de negócios no país.

Em específico, Haddad citou a proposta chamada de Marco Legal das Garantias, que trata das condições exigidas para realização de penhora, hipoteca ou em caso de transferência de imóvel para pagamento de dívida (alienação fiduciária).

O Senado aprovou há cerca de um mês o projeto, mas como o conteúdo da matéria foi alterado pelos senadores, o projeto terá de passar por mais uma rodada de votação na Câmara.

“Nós entendemos que o Marco de Garantias pode alavancar o mercado de crédito no Brasil de forma importante e vai coincidir com a segunda fase do programa Desenrola, que ocorrerá no mês de agosto (…) Se o Marco de Garantias estiver aprovado, nós podemos incrementar o consumo das famílias, que estarão menos endividadas e com maior poder de compra”, disse.

Veja também

Governo Milei expõe grave fraude na Argentina envolvendo pensões durante gestões anteriores; entenda

O recente governo argentino liderado por Javier Milei trouxe à luz uma série de irregularidades e fraude …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!