segunda-feira 17 de junho de 2024
Foto: Reprodução/Rede social
Home / ELEIÇÕES 2024 / Confiante na vitória em outubro, chapa é “imbatível”, diz Moema sobre Lauro de Freitas; pesquisa mostra oposição na liderança
sábado 13 de abril de 2024 às 13:52h

Confiante na vitória em outubro, chapa é “imbatível”, diz Moema sobre Lauro de Freitas; pesquisa mostra oposição na liderança

ELEIÇÕES 2024, NOTÍCIAS, RMS


A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT) disse ao Política Livre, que está confiante na vitória do pré-candidato Antônio Rosalvo (PT). De acordo com a gestora do município, a chapa, formada ainda pela presidente da Câmara Municipal, Naide Brito (PT), como pré-candidata a vice, é “imbatível”.

‘Nós não temos dúvida, mas temos certeza da nossa vitória pelo legado que temos na cidade e pela escolha de nossos candidatos a prefeito e a vice. Formam uma chapa imbatível’, disse Moema, que participa neste sábado (13), em Salvador, da plenária estadual do partido Rede, que conta também com a presença da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Oposição

O nome da vereadora Débora Regis (União Brasil) deve encabeçar a chapa, e o vice pode ser o ex-vereador Mateus Reis (União Brasil) ou o ex-secretário Mauro Cardim (PP). O vice-presidente nacional do União Brasil, ACM Neto, o secretário de Governo de Salvador, Cacá Leão e o deputado federal João Leão (PP), devem se reunir até segunda-feira (15), e apresentarem oficialmente a chapa. Segundo as última pesquisas, Debinha, como é conhecida no município da região metropolitana, lidera em todos os cenários.

Pesquisa

Pesquisa eleitoral do Instituto Séculos para prefeitura de Lauro de Freitas, revelou no último dia 3 de abril, confor,e publicou o portal Bahia Notícias, que a vereadora Débora Reis aparece com 47,95% das intenções de voto. Já Antônio Rosalvo, que tem o apoio da prefeita Moema, tem apenas 3,12%.

Outros 36,41% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos dois e 12,44% não sabem ou não opinaram.

A margem de erro estimada é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento, que ouviu 780 pessoas, foi feito entre os dias 21 e 23 de março e registrado na Justiça Eleitoral sobre o número BA-01531/2024

Veja também

ONS: consumo de energia no País deve terminar junho em 74.399 megawatt médio

O consumo de energia no Brasil deve terminar junho em 74.399 megawatts médios (MWmed), aponta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!