quarta-feira 19 de junho de 2024
Home / NOTÍCIAS / Vídeo: Eduardo Bolsonaro anda de jet ski no Rio Grande do Sul para ‘mostrar a verdade’
sexta-feira 17 de maio de 2024 às 16:49h

Vídeo: Eduardo Bolsonaro anda de jet ski no Rio Grande do Sul para ‘mostrar a verdade’

NOTÍCIAS


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) publicou, nesta quinta-feira (16) um vídeo pilotando um jet ski no Rio Grande do Sul, Estado atingido por fortes temporais desde o último dia 29. No X (antigo Twitter), o parlamentar escreveu que as imagens são “uma prévia” do que ele viu e que, em breve, mostrará “uma realidade mais profunda”.

Assista:

“Ainda que me acusem de fake news, seguirei mostrando a verdade. Você que decide se vai acreditar nos seus olhos ou naquela grande imprensa”, disse Eduardo ao compartilhar registros feitos em Eldorado do Sul, município de 40 mil habitantes inundado pela maior cheia do Lago Guaíba já registrada. Mostrando casas invadidas pela água, o deputado diz que “quando você vê de perto é tudo mais impactante”.

A menção às fake news é uma referência à investigação da Polícia Federal (PF) que tem como alvos o deputado filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o coach e influenciador Pablo Marçal e o senador Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG), e apura supostas disseminações de informações falsas sobre a tragédia climática.

O inquérito, aberto sob ordem do ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, se deu após o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), Paulo Pimenta, enviar um ofício ao chefe da Justiça alegando a “existência de narrativas desinformativas e criminosas vinculadas às enchentes e desastres ambientais ocorridos no Estado do Rio Grande do Sul”.

O assunto também foi pautado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que chamou de “canalha” a “indústria de fake news” sobre a situação gaúcha e defendeu a regulação das redes sociais. Segundo Lula, “tem muita gente falando mentira, pregando ódio e desmerecendo as pessoas que estão trabalhando” na região.

A fim de implementar medidas para combater a divulgação de informações falsas sobre a tragédia, o governo federal montou um grupo coordenado pela Advocacia Geral da União (AGU) para identificar postagens de desinformação. No último dia 10, o advogado-geral da União, Jorge Messias, definiu, com representantes das principais plataformas digitais, que o prazo para retirada de conteúdos falsos das redes sociais é de até 12 horas.

A cidade da região metropolitana de Porto Alegre visitada por Eduardo é uma das 46 do Estado gaúcho que estão em estado de calamidade pública. Ao todo, de acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, 17, mais de 2,2 milhões de pessoas foram afetadas pelas enchentes. Até o momento, 540 mil indivíduos estão desalojados, 98 desaparecidos e 154 morreram.

Por causa do desastre, o governo federal também anunciou que vai realizar transferências de R$ 5,1 mil para pouco mais de 200 mil famílias que perderam bens como roupas, móveis e eletrodomésticos nas inundações. A estimativa do Planalto é que o benefício some R$ 1,2 bilhão.

Veja também

Ministério dos Transportes revitaliza mais de 130 quilômetros de rodovia federal na Bahia

O Ministério dos Transportes, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), concluiu …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!