segunda-feira 24 de junho de 2024
Vítimas das chuvas no RS em abrigo improvisado em centro esportivo da capital Porto Alegre no último dia 8 — Foto: Nelson Almeida/AFP
Home / NOTÍCIAS / Sul registra neve pela primeira vez e situação nos abrigos preocupa
quinta-feira 30 de maio de 2024 às 08:04h

Sul registra neve pela primeira vez e situação nos abrigos preocupa

NOTÍCIAS


Ao completar um mês com fortes chuvas que provocaram mortes e destruição, a Região Sul registrou neve pela primeira vez no ano, em municípios como Gramado, no Rio Grande do Sul, e São Joaquim, em Santa Catarina. Vídeos compartilhados nas redes sociais registraram o fenômeno, que durou pouco. Mas o frio deve avançar no feriado, o que preocupa em relação a áreas de resgate e a desalojados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que em boletim anterior havia alertado para a possibilidade de neve, a temperatura na terça-feira chegou a 3,2°C em São José dos Ausentes; 4,6°C em Cambará do Sul; 4,9°C em Vacaria; 5,7°C em Lagoa Vermelha; 5,8°C em Canela; 6,4°C em Erechim; 6,6°C em Caxias do Sul, e 6,9°C em Bento Gonçalves, todas cidades gaúchas. Em Porto Alegre, a temperatura mínima foi de 12°C, mas a sensação térmica foi menor por causa do vento.

A previsão do Inmet para os próximos dias é de temperaturas ainda mais baixas e geada no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, a temperatura deve chegar a 8°C, mas na região metropolitana o frio deve ser maior, com termômetros marcando 6°C. A boa notícia é que não deve chover no Rio Grande do Sul pelo menos até o fim desta semana.

Ao todo, o Estado relata 48,7 mil pessoas em 681 abrigos de 91 municípios. As cidades com mais pessoas em abrigos são Canoas, São Leopoldo, Porto Alegre, Gravataí, Novo Hamburgo e Cachoeirinha, todas na região metropolitana. Os números envolvem a localidade onde as pessoas estão, enquanto municípios muito afetados tiveram uma migração de desabrigados.

Risco

Parte dos abrigos tem enfrentado a desmobilização de voluntários e a necessidade de fechamento. Em um censo feito pelo Estado, identificou-se a presença de 14 mil crianças e adolescentes (dos quais 3,7 mil de até 5 anos), 1,9 mil pessoas com deficiência e 7 mil idosos nesses lugares.

Veja também

Pesquisadores ouvem comunidades sobre avanço da água salgada no São Francisco

Agentes da Embrapa promoveram, na última quarta-feira (19), em Brejo Grande, Sergipe, uma reunião para …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!