segunda-feira 17 de junho de 2024
Bruno Reis - Foto: Betto Jr./PMS
Home / DESTAQUE / Salvador é responsável por 70% das novas vagas de emprego na Bahia, afirma Bruno Reis
segunda-feira 13 de maio de 2024 às 17:32h

Salvador é responsável por 70% das novas vagas de emprego na Bahia, afirma Bruno Reis

DESTAQUE, NOTÍCIAS


O prefeito Bruno Reis (União Brasil) destacou nesta segunda-feira (13) que Salvador lidera os rankings de empregos e investimento da Bahia e do Nordeste, tendo sido responsável por 70% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado em 2024. Os dados são da última edição do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), elaborado pelo Ministério do Trabalho, órgão do Governo Federal.

Bruno Reis lembrou que a capital baiana obteve esse resultado positivo mesmo tendo 18% da população baiana, o que mostra a importância do município para a economia estadual. Além disso, Salvador aparece como a terceira cidade que mais gerou empregos de carteira assinada no Brasil em 2024, atrás apenas de São Paulo e Curitiba, também segundo a última edição do Caged.

“Salvador gerou muito mais empregos do que qualquer outra cidade do Norte e Nordeste do Brasil, disparado. No mês de fevereiro, quando o último Caged saiu, só ficamos atrás de São Paulo e Curitiba. Ou seja, geramos mais empregos do que o Rio de Janeiro, do que Belo Horizonte. Na Bahia, fomos responsáveis por 70% das carteiras assinadas, mesmo sendo apenas 18% da população do estado”, disse.

O prefeito afirmou que, quando a economia cresce, também melhora a capacidade de investimento. “Só na minha gestão, a Prefeitura conseguiu aumentar a arrecadação do município em R$3 bilhões. E fizemos isso sem aumentar um imposto sequer. Muito pelo contrário: nós estamos dando incentivos e renúncias fiscais para a abertura de novas empresas. Com isso, geramos mais empregos, ampliamos a nossa base arrecadatória e o número de contribuintes”, ressaltou.

Bruno Reis repercutiu a nota máxima A+ obtida por Salvador no índice de Capacidade de Pagamento (Capag), obtida pela primeira vez na história da cidade. O ranking foi divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional, também do Governo Federal, na última sexta-feira (10). Isso mostra como na última década a gestão municipal recuperou a sua credibilidade no país, tornando-se uma referência fiscal e contábil para todo o Brasil.

“A nossa nota era B e fomos direto para A+. Isso é motivo de muito orgulho, porque mostra a liquidez que a gestão tem, mostra que Salvador não está endividada. Pelo contrário: mesmo com tantas ações por toda a cidade, mesmo com a Prefeitura realizando neste momento as maiores obras e os maiores programas da sua história, nós estamos conseguindo fazer poupança corrente – ou seja, estamos gastando menos do que arrecadamos”, afirmou Bruno Reis.

Veja também

ONS: consumo de energia no País deve terminar junho em 74.399 megawatt médio

O consumo de energia no Brasil deve terminar junho em 74.399 megawatts médios (MWmed), aponta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!