quinta-feira 18 de julho de 2024
Foto: Reprodução
Home / NEGÓCIOS / Produção de etanol anidro cresce 73,5% no Brasil, aponta levantamento
terça-feira 1 de agosto de 2023 às 08:06h

Produção de etanol anidro cresce 73,5% no Brasil, aponta levantamento

NEGÓCIOS, NOTÍCIAS


Ministério de Minas e Energia (MME) publicou, nesta última segunda-feira (31), o Boletim Mensal de Energia de abril de 2023. Um dos destaques do documento foi o aumento de 73,5% na produção do etanol anidro no mês referente. O crescimento da produção do biocombustível, segundo a publicação, é resultado do melhor ritmo de produção da safra de cana-de-açúcar.

O Boletim Mensal de Energia é um produto do Departamento de Informações, Estudos e Eficiência Energética (DIEE), da Secretaria Nacional de Transição Energética e Planejamento do Ministério de Minas e Energia (MME). Outro destaque apresentado foi a excelente participação de renováveis na Oferta Interna de Energia (OIE) e na Oferta Interna de Energia Elétrica (OIEE).

Devido às condições pluviométricas favoráveis e ao crescimento da oferta de energia renovável, a renovabilidade da OIE foi estimada em 48,6% e a da OIEE em 90,1%, no acumulado até abril deste ano. O gráfico a seguir apresenta a variação da OIEE de 2001 a 2023. Mostra que, neste ano, estamos no patamar mais alto do século. O incremento da geração elétrica renovável tem contribuído para a redução da utilização de termelétricas a carvão, a gás natural e por derivados de petróleo.

Figura 1: Percentual de renováveis na Matriz Energética entre 2001 e março de 2023

A Geração Distribuída (GD) fotovoltaica manteve a sua importância no crescimento da matriz elétrica. Registrou um crescimento de 97,3% em capacidade instalada, em relação a abril de 2022. A figura a seguir demonstra o aumento da capacidade instalada solar.

Figura 2: Capacidade instalada Solar Fotovoltaica entre janeiro de 2021 e março de 2023

Exportações

Dados do 4º Levantamento sobre a safra 2022/23, divulgado em abril pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), apontou um aumento nas exportações de etanol. Segundo a Companhia, a melhora nas exportações ocorreu devido, entre outros fatores, à redução na oferta internacional de petróleo e a causas relacionadas à demanda mundial por combustíveis, principalmente na Europa. Segundo dados compilados de diversas fontes (BP, 2022; Worldstats, 2021; WE, 2019, IEA, 2019, ADIMB, 2018, ANP, 2022, MME, 2020; Word Mining Congress, 2022), o Brasil é o segundo maior produtor e consumidor mundial de biocombustíveis, o que contribui para o cumprimento de compromissos ambientais assumidos e para o desenvolvimento sustentável de nosso país.

Veja também

Justiça absolve Sérgio Cabral em ação sobre à saúde pública

A 9ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro absolveu numa ação de improbidade …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!