quarta-feira 19 de junho de 2024
O primeiro ministro da Espanha, Pedro Sánchez. - Foto: EFE/Arquivo/Moncloa/Pool/ Borja Puig de la Bellacasa
Home / DESTAQUE / Premiê espanhol cogita renúncia após investigação de esposa
quinta-feira 25 de abril de 2024 às 06:04h

Premiê espanhol cogita renúncia após investigação de esposa

DESTAQUE, MUNDO, NOTÍCIAS


Pedro Sanchez anunciou licença de funções públicas até a próxima semana para refletir se segue no cargo. Tribunal autorizou abertura de investigação contra sua esposa, em ação na qual premiê aponta motivação política. O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, disse nesta última quarta-feira (24) que considerava a possibilidade de renunciar depois que um tribunal autorizou a abertura de uma investigação contra sua esposa.

“Preciso fazer uma pausa e pensar”, disse Sanchez em uma carta divulgada no X, antigo Twitter, anunciando que estava suspendendo suas funções públicas até segunda-feira, quando então deverá ter tomado uma decisão.

“Preciso urgentemente de uma resposta para a questão de saber se (…) devo continuar a liderar o governo ou renunciar a essa honra”, escreveu.

Por que a esposa de Sanchez está sendo investigada?

O anúncio foi feito depois que um tribunal espanhol informou ter iniciado uma investigação preliminar sobre se Begona Gomez havia abusado de sua posição como esposa do primeiro-ministro para supostamente garantir patrocinadores para um curso de mestrado universitário que ela dirigia.

Gomez, 49 anos, não ocupa cargo público e mantém um perfil político discreto.

O tribunal disse que havia aberto a investigação sobre “tráfico de influência e corrupção” em resposta a uma denúncia do grupo de ativismo anticorrupção Manos Limpias (“Mãos Limpas”), cujo líder tem ligações com a ultradireita espanhola.

O socialista Sanchez, que formou em novembro um novo governo de coalizão de esquerda depois de oferecer anistia a separatistas catalães exilados, disse em sua carta que a denúncia era baseada em fatos “inexistentes” e fazia parte de uma campanha de “assédio” contra sua esposa liderada pela mídia “ultraconservadora” e apoiada pela oposição conservadora e de ultradireita.

“Não sou ingênuo. Estou ciente de que eles estão apresentando acusações contra Begona não porque ela tenha feito algo ilegal, porque eles sabem muito bem que isso não é verdade, mas porque ela é minha esposa”, acrescentou.

Embora a Manos Limpias se descreva como um sindicato, sua principal atividade é a propositura de ações judiciais, como a chamada “acusação popular”. Essa peculiaridade da lei espanhola permite que indivíduos ou entidades participem de determinados processos criminais, mesmo que não tenham sido diretamente prejudicados pelo acusado.

O ministro da Justiça espanhol, Felix Bolanos, chamou as acusações contra Gomez de “falsas”.

Indagado no Parlamento se ele achava que o sistema judicial estava funcionando, tendo em vista a decisão do tribunal, Sanchez respondeu: “Em um dia como hoje e depois de ouvir as notícias, apesar de tudo, eu ainda acredito no sistema judicial deste país.”

Veja também

Bruno Reis apresenta ampla programação cívica, cultural e com shows no 2 de Julho

As celebrações ao 2 de Julho em Salvador vão ocorrer entre os dias 29 de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!