sábado 25 de maio de 2024
Home / POLÍTICA / Pimentel prega “diálogo” e Neto dá caso como encerrado, diz jornal
sábado 23 de fevereiro de 2019 às 18:07h

Pimentel prega “diálogo” e Neto dá caso como encerrado, diz jornal

POLÍTICA


O titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), Alberto Pimentel (PSL), adotou um discurso mais moderado e prometeu unir forças com o Legislativo.

Nesta semana, ele foi convocado pelos vereadores para se explicar sobre a nomeação de um policial militar acusado de suposta agressão contra uma ex-namorada. “Através do diálogo, uniremos forças com o Legislativo para manter a excelência da atual gestão municipal. Tenho consciência de que política se faz com diálogo, sem construir inimizades, ouvindo o contraditório e buscando sempre o consenso”, postou Pimentel em uma rede social.

Após a convocação, segundo o jornal Tribuna, Pimentel chegou a dizer que adversários tentam fabricar uma crise para desestabilizá-lo. “Será uma oportunidade para demonstrar que essa é, na verdade, uma tentativa de fabricar uma crise a partir de informações que não são corretas”, disse sobre sua ida à Câmara.

Nesta última sexta (22) o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que a polêmica que envolveu os vereadores e o secretário já é um caso encerrado. “As coisas já estão apaziguadas, os ânimos já estão acalmados e não há nenhuma crise, nenhum problema. Nós cultivamos muito a boa relação entre o Executivo e o Legislativo”, disse. “Com a chegada do nosso líder Paulo Magalhães Júnior na liderança do governo, tenho a absoluta certeza que as coisas vão andar bem e o secretário Pimentel vai ter uma relação harmônica e construtiva com o Poder Legislativo, como é a orientação para toda a equipe de governo. Por outro lado, tenho certeza que a Câmara vai ser parceira da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer”, completou.

Conforme informado pela Tribuna, a principal tarefa de Magalhães será restabelecer o diálogo entre o Executivo e o Legislativo. Os dois poderes municipais praticamente não se comunicam mais. Prova disso foi a surpreendente convocação de Pimentel para prestar esclarecimentos sobre o caso envolvendo um servidor não nomeado e envolvido em um processo de agressão. A avaliação dos vereadores é que o Paço Municipal, sob a gestão do presidente Geraldo Júnior (SD), ganhou uma independência que não se via há muitos anos. Os grupos oposicionista e de situação, inclusive, demonstram uma união inédita.

O prefeito também falou sobre o pedido feito por alguns vereadores para retirar a Central de Licenciamentos de Eventos. “A central de licenciamentos fica na Semtel. Esse assunto sequer foi cogitado ou tratado”, enfatizou. Para a deputada federal baiana e presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel, as cobranças de vereadores aliados são “reflexo de um bom trabalho” de Alberto na pasta. “Estamos fazendo o trabalho certo. Ninguém quer ser visto ou quer atenção de quem não está com atuação em alta.

As queixas da base são particulares”. A ida do integrante da Prefeitura de Salvador para prestar esclarecimentos na Câmara está marcada para o dia 13 de março. Se faltar, Pimentel poderá sofrer sanções. “O rito é ditado pela regra do regimento interno e isso já está submetido a Mesa e aprovado. A sessão será aberta. Ele virá até aqui, no dia 13. Será dado a ele a explicar nos termos da convocação as ações que ele praticou e ele será naturalmente interpelado por todos os vereadores”, explica o vereador Edvaldo Brito (PSD).

Veja também

Bahia aparece como um dos estados que mais recebeu verbas de emendas de comissão

A Bahia desponta no topo como um dos estados que mais receberam verbas de emendas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas