quarta-feira 19 de junho de 2024
Home / DESTAQUE / Os donos do Congresso: agronegócio tem a bancada mais bem organizada

Os donos do Congresso: agronegócio tem a bancada mais bem organizada

segunda-feira 30 de julho de 2018 às 10:12h

É num casarão de dois pisos cor de terra com janelas verdes, à beira do Lago Sul, em Brasília, que atua um dos mais combativos grupos setoriais do Congresso. A 10 minutos de carro da Praça dos Três Poderes, parlamentares proprietários de terras, produtores rurais e simpatizantes dos negócios do campo reúnem-se toda terça-feira pela manhã para afinar o discurso e decidir ações políticas de interesses do setor.

Levantamento publicado no jornal Estadão nos registros do Congresso mostra que a atual representação política do agronegócio chega a 210 deputados e 26 senadores, num total de 236 políticos em exercício (39,7% dos congressistas), em 18 partidos.

Destes, 119 deputados e seis senadores (21%) assumem a ligação. Essa articulação setorial opera na Frente Parlamentar Mista da Agropecuária (FPA), criada em 2015 com assinaturas de 198 deputados e 27 senadores (38% dos 594 congressistas), e que pode alcançar 260 votos, superando os 257 votos (maioria absoluta) exigidos para determinadas matérias.

Entre os deputados, 42 vivem do agro e 80 admitem ligações.

Riqueza A renda do setor cresceu 13% no ano passado, na maior expansão isolada do Produto Interno Bruto (PIB) de 2017. Na soma de tudo que foi produzido no País – R$ 6,6 trilhões –, o agro contribuiu com R$ 300 bilhões. A casa no Pontão do Lago Sul mantém um time de 16 técnicos, advogados, economistas, agrônomos e jornalistas para acompanhar a agenda do governo e orientar o voto dos parlamentares.

Por Pablo Pereira

Veja também

Soraya Thronicke critica encenação de aborto no Senado

A senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS) criticou, nesta terça-feira (18) a encenação de aborto que aconteceu …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!