sábado 24 de fevereiro de 2024
Home / Mundo / MUNDO / Opas e Ministério da Saúde firmam parceria para impulsionar o Complexo Econômico-Industrial da Saúde
segunda-feira 12 de fevereiro de 2024 às 08:32h

Opas e Ministério da Saúde firmam parceria para impulsionar o Complexo Econômico-Industrial da Saúde

MUNDO, NOTÍCIAS, SAÚDE


Em mais uma ação pela ampliação do acesso ao Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) assinaram Termo de Cooperação (TC) nº 161 para fomento à inovação, ciência, tecnologia e produção em saúde, na segunda-feira (5), em Brasília.

O TC 161 destaca o fortalecimento do Complexo Econômico-Industrial e Inovação em Saúde (CEIS) e está alinhado à resolução do Conselho Diretor Opas, a DC59/8, pela superação da vulnerabilidade das redes mundiais de abastecimento em situações de emergência. Além disso, sugere o aumento da capacidade de produção de medicamentos e tecnologias em saúde como essenciais para o incremento do acesso à saúde.

“Em parcerias como essas, reforçamos nosso trabalho em prol da equidade e do direito à saúde em nossa região (Américas), sem deixar ninguém para trás”, disse Socorro Gross, representante da OPAS e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, durante a solenidade de assinatura do documento.

Cooperação relevante para o Brasil, o documento aponta para o aumento do acesso a serviços de saúde de qualidade, medicamentos, vacinas seguras e eficazes a preços acessíveis, além de fortalecer a pesquisa e o desenvolvimento.

Leandro Pinheiro Safatle, Secretário substituto de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Complexo Econômico-Industrial da Saúde, lembrou que o Ministério da Saúde tem trabalhado de forma intensa, via fortalecimento institucional do CEIS. De acordo com Safatle, a assinatura do TC representa “um avanço nas políticas de desenvolvimento para o Brasil e para a região das Américas”.

O diretor da OPAS, Jarbas Barbosa – que cumpre uma série de agendas no Brasil –, destacou o protagonismo do país com a nova política industrial, que tem aporte importante para o setor saúde. “O Brasil é um dos países da região que tem a capacidade de fortalecer a sua produção e servir, não apenas a população que vive no país, como ajudar a população de outros países e territórios das Américas”, afirmou.

Além de influência positiva na região das Américas, o fortalecimento do CEIS é estratégico para alcance da saúde universal. O governo federal tem aprofundado a agenda da autossuficiência na produção de medicamentos, dispositivos médicos e insumos para enfrentar emergências de forma mais eficaz. Nesse sentido, destacam-se dois lançamentos: a Estratégia Nacional para o Desenvolvimento do Complexo Econômico-Industrial da Saúde e, mais recentemente, da Nova Política Industrial Brasileira (NIB).

De acordo com Elton Bernardo Bandeira, secretário-executivo adjunto do Ministério da Saúde, a cooperação firmada simboliza um avanço na parceria com a OPAS. “É possível conciliar desenvolvimento e atendimento às demandas sociais. Com uma melhor gestão da saúde, melhores estruturas de vigilância, equipes mais capacitadas, melhores tecnologias, teremos melhores oportunidades de desenvolvimento”.

Veja também

Pedido de impeachment de Lula tem mais assinaturas do que os que derrubaram Dilma e Collor

O pedido de impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), protocolado na última …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Advertisement

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas