domingo 26 de maio de 2024
Home / DESTAQUE / Nova CEO da Petrobras prometeu a Lula acelerar projetos como Abreu e Lima e Comperj

Nova CEO da Petrobras prometeu a Lula acelerar projetos como Abreu e Lima e Comperj

A futura presidente da Petrobras, Magda Chambriard, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva — Foto: Fotos de Leo Pinheiro/Valor e Evaristo Sá/AFP
quarta-feira 15 de maio de 2024 às 09:40h

A próxima presidente da Petrobras, Magda Chambriard, esteve com Lula da Silva (PT) nos últimos dias e prometeu acelerar projetos que o governo considera “estruturantes”, como a retomada da refinaria Abreu e Lima e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, além de investimentos em gás e fertilizantes.

O presidente quer ainda segundo a coluna de Malu Gaspar, do O Globo, que a petroleira aposte na construção de navios em estaleiros nacionais, à semelhança do que foi feito – e deu errado – em seus governos anteriores.

A construção das duas refinarias foi interrompida em consequência do escândalo de corrupção, o petrolão, e os investimentos em fertilizantes foram suspensos na gestão de Michel Temer por serem considerados antieconômicos.

Desde que o presidente Lula assumiu, porém, vem cobrando a retomada desses projetos, que considera geradores de emprego e de renda. Já há meses que Lula reclama nos bastidores, para ministros e auxiliares próximos, que Jean Paul Prates fazia “corpo mole” por ser excessivamente alinhado com o mercado financeiro.

Na reunião que teve com Lula no Palácio do Planalto, nesta terça-feira, Prates negou demora na execução dos projetos e afirmou que eles têm um prazo de maturação. Prates foi pego de surpresa pela demissão e se considerou humilhado pela presença de seus principais desafetos no governo, os ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira (Minas e Energia).

A decisão de Lula, porém, já estava tomada desde o conflito público envolvendo a distribuição de dividendos extraordinários da companhia. Prates defendia a liberação de metade dos R$ 43,9 bilhões que sobraram no caixa após o pagamento dos lucros e dos dividendos regulares. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, também defendia o pagamento dos dividendos, já que uma parte deles iria para o caixa da União.

O conflito foi tornado público pelo próprio Prates, que se absteve na reunião de conselho em que Lula havia ordenado que todos os representantes do governo votassem pela retenção dos dividendos. A decisão da companhia provocou queda de R$ 55 bilhões em um único dia no valor das ações da Petrobras na bolsa.

De acordo com aliados do presidente, Lula nunca perdoou Prates por se abster. Só esperou para demiti-lo porque não queria fazê-lo sob pressão dos outros ministros, especialmente Costa e Silveira, e também por não ter escolhido ainda o substituto. “O presidente não gosta de agir sob pressão. Então esperou baixar a poeira e aí fez”, diz um auxiliar.

Magda Chambriard não era a primeira opção de Lula para o cargo. Antes de convidá-la, sondou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, e a secretária-executiva da Casa Civil, Miriam Belchior.

Acabou optando por Magda ao ser convencido não só pelo próprio Rui Costa como também por Jaques Wagner (PT-BA), que já havia defendido a escolha dela para a Petrobras durante a transição de governos.

Exploração na Margem Equatorial

Em sua conta no Linkedin, rede social focada em assuntos profissionais, Magda já defendeu rapidez na exploração de petróleo na Margem Equatorial e a retomada dos investimentos em refino, que chama de “reindustrializantes”.

Elogiou, ainda, o trabalho de Mercadante, mais alinhado com a defesa da retomada de grandes obras pela Petrobras.

Em março passado, Prates concluiu a licitação para as obras em Abreu e Lima. As escolhidas foram subsidiárias da ex-Odebrecht e da Andrade Gutierrez, empreiteiras que confessaram pagamento de propina a executivos da Petrobras em obras como a própria Abreu e Lima e o Comperj.

Já a concorrência para o complexo petroquímico foi aberta no último dia 2 e ainda está na praça.

Magda chegará com a missão de acelerar todas essas obras e projetos. Se depender de Lula, quanto mais rápido ela colocar a Petrobras de volta à filosofia do passado, mais futuro terá na companhia.

Veja também

A hipótese de que a humanidade é uma ‘Inteligência Artificial’ antiga

De narrativas religiosas a teorias científicas, os seres humanos têm procurado entender de onde viemos …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas