quarta-feira 24 de abril de 2024
Home / DESTAQUE / Michelle discursa na manifestação de apoio a Jair Bolsonaro na Avenida Paulista
domingo 25 de fevereiro de 2024 às 15:21h

Michelle discursa na manifestação de apoio a Jair Bolsonaro na Avenida Paulista

DESTAQUE, NOTÍCIAS, POLÍTICA


O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e sua esposa Michelle Bolsonaro participam neste domingo (25) de uma manifestação na Avenida Paulista que busca mostrar apoio popular em meio às investigações contra ele.

Bolsonaro subiu ao palanque principal da manifestação por volta de 15h. Diversos aliados do ex-capitão também marcaram presença, como os governadores Tarcísio de Freitas e Romeu Zema, e o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes. Em declaração a revista Veja, Tarcísio afirmou: “Eu confio muito no Bolsonaro e a gente está aqui para dizer: ‘Estamos com ele’”. Já Nunes chamou a manifestação de “um ato de democracia”.

Seguindo a recomendação do ex-presidente, os apoiadores evitaram levar cartazes com ataques ao Supremo Tribunal Federal e ao ministro Alexandre de Moraes.

Bolsonaro promete usar a manifestação para se defender sem agredir autoridades e instituições. Se a aposta der certo, mostrará força política e apoio popular – mas as chances de o roteiro desandar são consideráveis. No depoimento à PF sobre a trama golpista, nesta quinta-feira, o capitão nada respondeu ‘por não ter acesso aos autos’, segundo a defesa. Outros militares também silenciaram. Já Valdemar Costa Neto e Anderson Torres responderam aos questionamentos.

As expectativas de Bolsonaro para a manifestação

Bolsonaro sabe que mesmo uma manifestação bem-sucedida tem poucas chances de mudar os humores do STF, mas aposta todas as suas fichas em ter uma foto da Avenida Paulista lotada, de forma a demonstrar sua capacidade de mobilização. Organizadores do evento, como o pastor Silas Malafaia, falavam em, no mínimo, 300 000 pessoas. Outra utilidade do evento para Bolsonaro é exibir força política. A manifestação pode reunir pela primeira vez no mesmo palanque alguns dos mais relevantes expoentes da direita no país. Além do enorme séquito de deputados e senadores do PL, o partido do ex-presidente, como Nikolas Ferreira (PL-MG) e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, o ato também deverá ter governadores, como Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, Ronaldo Caiado (União Brasil), de Goiás, e Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina. Cláudio Castro (PL), do Rio de Janeiro, é também esperado, mas não havia confirmado presença até a última quinta, 22.

De forma a não criar novos enroscos na Justiça, Bolsonaro promete não ser Bolsonaro. Em diversos vídeos em que conclama apoiadores, o ex-presidente deixou claro que o mote do dia será a defesa dos valores da direita, como a liberdade e a família, e da democracia, além, é claro, da denúncia ao que classifica de “perseguição judicial” e “violação de prerrogativas” das quais é alvo. Bolsonaro também instruiu os admiradores a não levarem faixas nem cartazes contra instituições como o Supremo e a Polícia Federal. Até a preocupação com a lisura de doações acendeu o alerta do capitão, que foi às redes proibir que sejam feitas rifas em seu nome para o custeio de transporte e compra de itens como bandeiras e tinta.

Veja também

Lula tem a melhor condição para governar desde que assumi a Câmara, diz Arthur Lira

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o presidente Luiz Inácio Lula da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas