domingo 21 de julho de 2024
O ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do filho Jair Renan: plano de se candidatar a vereador em SC — Foto: - Foto: Reprodução/Instagram
Home / DESTAQUE / Inelegível, Jair Bolsonaro prepara o filho para 2026 e quer Michelle no Senado
domingo 22 de outubro de 2023 às 09:27h

Inelegível, Jair Bolsonaro prepara o filho para 2026 e quer Michelle no Senado

DESTAQUE, ELEIÇÕES 2026, NOTÍCIAS


Com três dos seus cinco filhos na política, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) vai tentar expandir a presença de seu sobrenome nos Legislativos do país: ele trabalha para lançar mais integrantes da família em disputas eleitorais nos próximos anos. A estratégia tem como objetivo manter o clã em evidência mesmo diante da condenação que o tornou inelegível, o que o impede de concorrer até 2030, conforme registra Gabriel Sabóia, do jornal O Globo.

Um dos nomes que deve aparecer nas urnas eletrônicas pela primeira vez no ano que vem é o de Jair Renan Bolsonaro, segundo filho mais novo do ex-presidente. Aos 25 anos, ele vem sendo preparado pelo pai para disputar uma vaga de vereador em Balneário Camboriú (SC), cidade onde passou a morar desde que ganhou um cargo no gabinete do senador Jorge Seif (PL-SC), ex-secretário de Pesca do governo passado.

O próprio Bolsonaro tem se engajado em torná-lo um candidato viável, submetendo o filho a “provas orais” com questionamentos relacionados a Santa Catarina e à política nacional.

Na avaliação do pai, Jair Renan só entrará na disputa, como candidato do PL, caso tenha condições de concorrer ao cargo sem o risco de virar “chacota” de adversários.

Agenda partidária

Para mostrar serviço, Jair Renan já tem comparecido a encontros do partido no estado e posou para fotos ao lado de vereadores e deputados do PL em Santa Catarina, como os bolsonaristas Zé Trovão, Júlia Zanatta e Caroline de Toni.

Uma vez eleito, entretanto, Jair Renan não deve esquentar a cadeira na Câmara Municipal da cidade catarinense por muito tempo. A ideia é que o cargo sirva de “trampolim” para um voo mais alto. Bolsonaro deseja que o filho “04” concorra a deputado federal em 2026. O ex-presidente vê potencial para que o atual assessor parlamentar seja puxador de votos do seu partido em Santa Catarina.

Outra figura que se prepara para buscar uma vaga no Legislativo é a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, que deve tentar uma cadeira no Senado pelo Distrito Federal em 2026. Após ganhar um cargo no PL Mulher, Michelle tem percorrido o país em eventos nos quais defende uma maior participação feminina na política.

Internamente, Michelle tem sido vista hoje no PL como um dos principais nomes da direita para 2026. A aliados, Bolsonaro aposta que a mulher replicará o “fenômeno Damares”, visto em 2022, quando a ex-ministra dos Direitos Humanos conquistou a vaga ao Senado pelo Republicanos e passou a ser uma importante cabo eleitoral para as demais candidaturas da direita no segundo turno das eleições.

Os planos da família Bolsonaro também incluem levar o “02”, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), para Brasília. Vereador do Rio de Janeiro desde 2001, a ideia é que Carlos se reeleja no ano que vem para a Câmara Municipal e, dois anos depois, dispute uma cadeira de deputado federal.

O vereador, que está em seu sexto mandato no Legislativo municipal, já declarou ter optado por não ser candidato à Câmara em 2018 para poder se dedicar à campanha do pai, da qual comandou a estratégia digital. Já em 2022, não podia concorrer por veto da lei, que proíbe candidaturas de parentes do presidente da República, com exceção de reeleição no mesmo cargo.

Três na Câmara

Assim, caso consiga eleger Carlos e Jair Renan em 2026, Bolsonaro teria três dos filhos na Câmara dos Deputados — o “03”, Eduardo Bolsonaro (PL-SP), está em seu segundo mandato e deve tentar a reeleição.

Além disso, o filho mais velho, Flávio Bolsonaro (PL-RJ), cumpre mandato de senador desde 2018. O seu nome chegou a ser ventilado para concorrer à prefeitura do Rio, mas foi vetado por Bolsonaro.

Veja também

Governo Milei expõe grave fraude na Argentina envolvendo pensões durante gestões anteriores; entenda

O recente governo argentino liderado por Javier Milei trouxe à luz uma série de irregularidades e fraude …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!