segunda-feira 17 de junho de 2024
Respeito x fogo amigo: Haddad e Gleisi em audiência na Câmara - Foto: Washington Costa/MF/
Home / NOTÍCIAS / Haddad, um sobrevivente na banca de apostas do PT
segunda-feira 1 de abril de 2024 às 16:10h

Haddad, um sobrevivente na banca de apostas do PT

NOTÍCIAS, POLÍTICA


Desde que assumiu o cargo de ministro da Fazenda, Fernando Haddd trava conforme Daniel Pereira, da Veja, embates com petistas, com destaque para o chefe da Casa Civil, Rui Costa, e a presidente do partido, deputada Gleisi Hoffmann. No primeiro duelo, ainda em janeiro de 2023, sobre a reoneração dos combustíveis, o ministro saiu derrotado.

Na época, o presidente Lula concordou com Rui Costa e Gleisi, para quem reajustar o preço da gasolina, logo no início do novo governo, seria uma tremenda falta de sensibilidade política. Meses depois, no entanto, a reoneração foi feita — sem aumento do preço nas bombas, como gosta de repetir Haddad.

Desde então, o ministro colheu vitórias, aumentou seu prestígio, sobretudo fora do PT, e ampliou sua área de atuação, fazendo as vezes de articulador político com o Legislativo e de negociador de causas bilionárias no Judiciário.

Recentemente, ele convenceu Lula a manter a meta de déficit zero em 2024, apesar da pressão de Rui Costa, Gleisi e outros integrantes do governo pelo afrouxamento da regra, sob a alegação de que esta, considerada draconiana demais, poderia prejudicar investimentos e programas sociais.

Fogo amigo

Quando perguntado sobre os embates com petistas, Haddad costuma dizer, em tom de elogio, que o PT tem democracia interna, preza pela divergência e estimula o debate. Pode até ser verdade, mas é uma forma de não jogar mais lenha na fogueira.

Além dos rumos da política econômica, que pode ser responsável, como o ministro defende, ou descambar para a gastança, modelo sonhado por alguns colegas de partido, há outro pano de fundo importante: a sucessão de Lula, quando o presidente se aposentar das urnas.

Haddad, Rui Costa e Gleisi Hoffmann sonham com uma candidatura à Presidência. Hoje, o ministro é considerado o primeiro na fila da sucessão de Lula, mas essa posição não está consolidada. Nem estará tão cedo. Assim como a própria permanência na Fazenda não é dada como certa.

Em entrevista à CNN Brasil, Haddad contou que foi feito um bolão no PT sobre até quando ele resistiria no cargo. Até aqui, ele sobreviveu ao fogo amigo.

Veja também

Soldados russos continuam matando ao voltar da Ucrânia

Muitos militares que retornam do front apresentam sinais de estresse pós-traumático. Problema pode impactar sociedade …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!