sábado 13 de julho de 2024
Foto: Reprodução/Reuters
Home / NOTÍCIAS / Com Covid-19, ministro da Saúde é internado; saiba mais
sábado 31 de outubro de 2020 às 06:55h

Com Covid-19, ministro da Saúde é internado; saiba mais

NOTÍCIAS


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi internado em um hospital particular de Brasília nesta última sexta-feira (30). Exames indicaram um quadro de desidratação e, por isso, Pazuello ficou no hospital para receber soro.

Até as 22h30, o ministro da Saúde seguia em monitoramento no hospital, e sem horário previsto para alta. Segundo o ministério, Pazuello permaneceu no hospital “para hidratação e acompanhamento médico e deve ser liberado em breve” (veja nota abaixo).

Pazuello já tinha enfrentado um quadro de desidratação na última semana, quando descobriu estar infectado pelo novo coronavírus. O ministro anunciou ter contraído Covid-19 no último dia 21, há nove dias.

Além da desidratação, Pazuello relatou febre e dores de cabeça. Desde então, ele cumpria isolamento no hotel de trânsito dos oficiais no Setor Militar Urbano, em Brasília.

Apesar da orientação de isolamento, em 22 de outubro – ou seja, no dia seguinte ao diagnóstico confirmado –, Pazuello apareceu em uma transmissão em rede social ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Ambos estavam sem máscara.

Pazuello estava dormindo quando o presidente chegou para fazer a transmissão. No vídeo, Bolsonaro afirmou que “talvez, com toda a certeza” o auxiliar voltaria “para o batente”.

No vídeo, o ministro informou que estava tomando kit de medicamentos, incluindo cloroquina, receitada por seu médico e que já estava se sentido bem melhor.

— Na terça mesmo (dois dias após começar a sentir os sintomas) comecei a tomar a hidroxicloroquina, a annita e a azitromicina na quarta-feira. Kit completo. Na quarta-feira acordei melhor um pouquinho, fiz a fisioterapia também de respiração, médico acompanhando — disse o ministro.

Questionado por Bolsonaro sobre como se sentia após usar os medicamentos, Pazuello respondeu:

— Acordei zero bala.

Segundo Bolsonaro, a decisão de defender o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19 foi tomada após conversar com embaixadores brasileiros que estão em países da África Subssariana e relatam que o medicamento é usado para combater outras doenças.

— Se algum médico não quiser receitar hidroxicloroquina, o que ele faz? — questionou o presidente ao ministro.

Ainda na transmissão, Pazuello responde:

— O médico chama outro médico e, se o paciente quiser tomar, assina lá o compromisso e o médico receita.

Pazuello teve que passar a noite internado no hospital DF Star, que não quis prestar informações sobre seu estado de saúde. Auxiliares do ministro sustentam, no entanto, que o caso não é grave e estimam que ele já pode ser liberado neste sábado (31).

Leia a nota divulgada pelo Ministério da Saúde desta sexta:

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, compareceu ao hospital Rede Nova Star, em Brasília, na noite desta sexta-feira (30) para se submeter a exames de acompanhamento do tratamento da Covid-19. O procedimento faz parte da conduta indicada pela equipe médica do ministro.

Pazuello permanece na unidade de saúde para hidratação e acompanhamento médico e deve ser liberado em breve.

Veja também

Gerentes da Caixa perdem cargo após barrarem operação ‘arriscada’ e ‘atípica’ de R$ 500 milhões

A cúpula da Caixa Econômica Federal destituiu na última segunda-feira (8) dois gerentes que se …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!