quarta-feira 19 de junho de 2024
Home / NOTÍCIAS / Cliente mata funcionário de concessionária e revela que cometeu o crime por ‘prejuízo’ em carro
quarta-feira 29 de maio de 2024 às 19:16h

Cliente mata funcionário de concessionária e revela que cometeu o crime por ‘prejuízo’ em carro

NOTÍCIAS


O acusado de assassinar um funcionário de uma concessionária em Belo Horizonte afirmou à polícia que o crime foi motivado por vingança. Marcelio Lima de Barros, de 58 anos, foi preso em flagrante nesta terça-feira (28) após matar Alexandre dos Santos Queiroz, de 40 anos, com vários tiros em uma agência de carros na Região da Pampulha.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem fugiu após cometer o homicídio. Quando foi encontrado pelos policiais na Avenida Pedro I, ele relatou que, em 2022, havia levado um automóvel para conserto na concessionária, onde foi atendido pela vítima. O serviço foi orçado em R$ 3 mil.

Na semana seguinte, o veículo apresentou um novo problema. O acusado retornou à concessionária, mas teve um desentendimento com o vendedor.

Segundo o documento, ele procurou outra oficina e pagou mais R$ 2,5 mil para realizar os reparos necessários, totalizando um gasto de R$ 5,5 mil.

Com o passar do tempo, alegando estar desempregado e incapaz de encontrar trabalho, o homem ficou revoltado e decidiu se vingar da vítima, acreditando que seu carro havia sido danificado de forma intencional.

A perícia da Polícia Civil constatou que a vítima sofreu múltiplos disparos na cabeça e nas costas. O corpo foi recolhido pelo rabecão e levado para o Instituto Médico Legal (IML) da capital.

Em nota, o Grupo Lider, proprietário da Concessionária Mila, expressou solidariedade aos familiares e amigos do colaborador Alexandre Santos Queiroz. A empresa afirmou que o funcionário era de longa data e “sempre cumpriu com afinco as funções a ele atribuídas”, negando qualquer possível desentendimento entre o acusado e a vítima.

Veja também

Após prisão de presidente do Solidariedade por supostos desvios, Paulinho da Força volta ao comando da sigla

Após a prisão preventiva de Eurípedes Júnior, presidente do Solidariedade, a Executiva Nacional se reuniu e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!