quinta-feira 30 de maio de 2024
Telão com informações sobre o índice Nikkei e o iene em corretora de Tóquio - Foto: Reuters
Home / Mundo / MUNDO / Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em baixa, com tombo de Hong Kong após exportações chinesas
sexta-feira 12 de abril de 2024 às 06:31h

Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em baixa, com tombo de Hong Kong após exportações chinesas

MUNDO, NOTÍCIAS


As bolsas da Ásia encerraram os negócios desta sexta-feira (12) majoritariamente em baixa, com a de Hong Kong derrubada por dados fracos de exportação da China.

O Hang Seng, único índice de ações asiático relevante que ainda não havia fechado quando os últimos números da balança comercial chinesa foram divulgados, com algumas horas de atraso, amargou queda de 2,18% em Hong Kong, a 16,721,69 pontos.

Na comparação anual de março, as exportações chinesas sofreram uma inesperada queda de 7,5%, que contrariam previsão de alta de 0,1%. As importações do gigante asiático também decepcionaram.

Na China continental, onde os mercados já estavam fechados quando o indicador de comércio foi publicado, o dia também foi de perdas, lideradas por ações de energia e do setor imobiliário. O Xangai Composto caiu 0,49%, a 3.019,47 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,81%, a 1.707,71 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Kospi cedeu 0,93% em Seul, a 2.681,82 pontos, à medida que o apetite por risco se enfraqueceu após o banco central sul-coreano, conhecido como BoK, deixar seu juro básico inalterado em 3,5% pela décima vez consecutiva, enquanto o Taiex registrou perda marginal de 0,08% em Taiwan, a 20.736,57 pontos.

Exceção, o japonês Nikkei subiu 0,21% em Tóquio, a 39.523,55 pontos, ajudado por ações de eletrônicos e da indústria real, graças em parte à fraqueza do iene.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, pressionada por ações de bancos e ligadas a consumo. O S&P/ASX 200 caiu 0,33% em Sydney, a 7.788,10 pontos.

Veja também

Baixa escolaridade e salários mínimos predominam entre trabalhadores acima de 50 anos

Mais de 13 milhões de pessoas com mais de 50 anos trabalham no Brasil No …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Pular para a barra de ferramentas