segunda-feira 17 de junho de 2024
Presidente dos EUA, Joe Biden, durante cerimônia na Casa Branca — Foto: Saul Loeb / AFP
Home / DESTAQUE / Biden insinua que seu tio foi comido por canibais e provoca ira de primeiro-ministro; entenda
quarta-feira 24 de abril de 2024 às 10:45h

Biden insinua que seu tio foi comido por canibais e provoca ira de primeiro-ministro; entenda

DESTAQUE, MUNDO, NOTÍCIAS


Durante um discurso na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deu a entender que um de seus tios foi vítima de canibalismo na Papua-Nova Guiné durante a Segunda Guerra Mundial. No entanto, o primeiro-ministro do país, James Marape, acusou Biden de ofender a nação com essa declaração.

Em 17 de abril, Biden compartilhou a história de seus quatro tios que lutaram na guerra. Ele mencionou o tio Ambrose Finnegan, apelidado de “Tio Bosie”, que pilotava aviões monomotores em missões de reconhecimento sobre a Nova Guiné. Finnegan se voluntariou para a missão quando outro piloto não pôde ir. Ele foi derrubado em uma área onde, na época, havia muitos canibais. Seu corpo nunca foi encontrado, mas partes do avião foram localizadas posteriormente.

No entanto, registros militares contradizem essa história. De acordo com os arquivos, Ambrose Finnegan era um passageiro em uma aeronave Douglas A-20 Havoc, que caiu no mar em 14 de maio de 1944 devido à falha dos dois motores. Uma pessoa sobreviveu ao acidente, mas outras três nunca foram encontradas, assim como o avião. Não há menção alguma a canibalismo nos registros.

Tinha canibalismo na Papua-Nova Guiné?

O jornal britânico “The Guardian” entrevistou Michael Kabuni, professor de ciência política da Universidade de Papua-Nova Guiné.

Ele afirmou que havia, sim, canibalismo no país, mas disse que “tirar isso de contexto e sugerir que seu tio pulou do avião e que nós (papuásios), de alguma forma, pensaríamos que é uma boa refeição é inaceitável”.

O professor disse ao “The Guardian“ que o canibalismo era praticado em algumas comunidades e que se tratava de algo ritualístico, e não por falta de comida: por exemplo, comia-se o corpo de um parente falecido para evitar a decomposição: “Havia um contexto, eles não comiam qualquer homem branco que caísse do céu”.

Primeiro-ministro reclama

James Marape, o primeiro-ministro da Papua-Nova Guiné, disse “os comentários do presidente Biden podem ter sido um deslize; no entanto, meu país não merece ser rotulado assim,”.

Marape afirmou que seu povo não teve envolvimento com a guerra e que foram arrastados para um conflito no qual não tinham relação. Além disso, ele pediu aos EUA que busquem os corpos dos americanos mortos nas florestas da Papua-Nova Guiné e que também removam os destroços da guerra, incluindo o avião que transportava o tio do presidente Biden.

Ele continuou: “Com os comentários do presidente Biden e a reação no país e em outras partes do mundo, talvez seja hora dos EUA encontrar os vestígios da Segunda Guerra em Papua-Nova Guiné o mais rápido possível, incluindo os militares que morreram, como Ambrose Finnegan”.

“Os teatros de guerra na Papua-Nova Guiné e nas Ilhas Salomão estão cheios de restos da Segunda Guerra, incluindo restos humanos, destroços de aviões e navios, túneis e bombas. Nossa gente vive diariamente com o medo de serem mortos por bombas da Segunda Guerra” , disse Marape.

Veja também

Soldados russos continuam matando ao voltar da Ucrânia

Muitos militares que retornam do front apresentam sinais de estresse pós-traumático. Problema pode impactar sociedade …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!