terça-feira 16 de julho de 2024
Foto: Divulgação
Home / NEGÓCIOS / Alckmin exalta importância do etanol para a descarbonização
sábado 27 de janeiro de 2024 às 17:12h

Alckmin exalta importância do etanol para a descarbonização

NEGÓCIOS, NOTÍCIAS


O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (PSB), participou nesta última sexta-feira (26) do lançamento da pedra fundamental de uma usina de etanol em Viadutos (RS), investimento privado de R$ 800 milhões. O empreendimento vai produzir combustível a partir do milho, cevada, trigo e triticale, nome de um cereal híbrido de trigo com centeio.

A usina vai atender cerca de 10 mil pequenos e médios produtores rurais das regiões de Alto Uruguai e Nordeste do estado. No total, 42 municípios serão beneficiados com a possibilidade de melhor aproveitamento da safra de inverno, prejudicada nos últimos anos pelas mudanças climáticas.

Em discurso feito em Viadutos, o ministro explicou que a usina vai reforçar a implementação da Nova Indústria Brasil (NIB), a política industrial lançada na segunda-feira (22/01) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Alckmin lembrou que o governo decidiu aumentar de 27% para 30% a quantidade de etanol adicionada à gasolina, prática que reduz a emissão de gás carbônico e contribui com os esforços para descarbonização no país.

“Esse é um investimento de ponta, que gera empregos na construção da usina e, depois, na operação. A agricultura faz diferença no Brasil e agregar valor com o processo industrial vai empregar mais pessoas e ter valor ainda mais alto”, afirmou o vice-presidente. “Em vez de vender a soja, eu vendo a ração, eu vendo o frango, eu vendo o óleo, eu faço combustível”, explicou.

Com expectativa de utilização de mil toneladas de matéria-prima por dia, o projeto prevê a produção anual de 151 milhões de etanol anidro e dos seguintes coprodutos: 100 mil toneladas de farelo DDG (usado na alimentação de bovinos); 245 mil toneladas de crédito de carbono; 25 mil MWh de energia elétrica e 5,4 toneladas de óleos.

Pelo planejamento, as obras devem começar em fevereiro, com cerca de mil vagas para colaboradores. Na fase de operação, serão empregados em torno de 600 trabalhadores.

Sob responsabilidade da empresa FZ BioEnergia, a usina será construída com dinheiro captado no mercado. Dos R$ 800 milhões, R$ 600 milhões se destinarão à aquisição de bens de capital, e R$ 200 milhões serão usados em gastos de operação.

Sócio do empreendimento, o ex-prefeito de Porto Alegre José Fortunati destacou a relevância da construção da usina para a agricultura local e para o mercado de trabalho. “Esse ato é extremamente importante não somente para nossa região, mas também para nosso estado e para todo o Brasil nesse momento em que se discute a geração de emprego e renda e o papel da agricultura familiar”, afirmou Fortunati.

Outras usinas

A instalação de usinas para produção de biocombustíveis se enquadra na política do governo de estimular a neoindustrialização do país dentro dos princípios da economia verde. Nesse sentido, a futura usina de Viadutos se somará a iniciativas semelhantes anunciadas no ano passado. Também no Rio Grande do Sul, o vice-presidente esteve em agosto do ano passado na cidade de Passo Fundo para participar do anúncio da construção de uma usina para produção de etanol em larga escala.

A unidade foi projetada para processar 1.500 toneladas de cereais por dia para produzir 220 milhões de litros/ano de etanol (anidro ou hidratado) e 155 milhões de toneladas por ano de farelo para a cadeia de proteína animal. Pela previsão, começará a operar no segundo semestre de 2025. Em maio,

Alckmin participou também da inauguração da usina de etanol da Nardini Agroindustrial, em Aporé, ao sul de Goiás, instalada para produzir 80 milhões de litros de combustível por ano. Um dos maiores parques de energia solar do país foi inaugurado em novembro em Várzea da Palma (MG), a 300 quilômetros de Belo Horizonte. O complexo fotovoltaico Hélio Valgas teve investimentos de R$ 2 bilhões e, quando estiver funcionando plenamente, terá capacidade de produzir energia para atender 800 mil residências ou cerca de 3 milhões de pessoas.

Santa Catarina

Pela manhã ainda nesta última sexta (26), o vice-presidente teve reunião em Florianópolis com a diretoria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). No encontro com empresários do estado, Alckmin apresentou a Nova Indústria Brasil, lançada pelo governo federal na última segunda-feira (22).

Veja também

Após atentado patrimônio de Donald Trump cresce 22% e vai a R$ 6,5 bilhões

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, viu seu patrimônio crescer significativamente na segunda-feira, 15, dias …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!