quarta-feira 24 de julho de 2024
Foto: Divulgação
Home / DESTAQUE / Usina sucroalcooleira Serpasa é case de sucesso no Médio São Francisco na Bahia
terça-feira 18 de junho de 2024 às 20:36h

Usina sucroalcooleira Serpasa é case de sucesso no Médio São Francisco na Bahia

DESTAQUE, NOTÍCIAS


O portal #Acesse Política esteve na Serpasa Agroindustrial, do Grupo Paranhos, em Muquém do São Francisco, onde foi construída a primeira usina sucroalcooleira do Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco, que entrou em operação em 2022. O projeto foi idealizado pelo então vice-governador da Bahia, o atual deputado federal em seu sexto mandato, João Leão (PP). O projeto da Serpasa nasceu de um desejo e é gerido por família de pernambucanos que tem em sua origem a cana-de-açúcar na região da Mata Sul do Estado, com sete gerações de produtores e usineiros.

Luiz Felipe Paranhos, deputado João Leão, Eduardo Paranhos e o cantor Felipe Leão – Foto: Rosa Tunes 

Segundo levantamento, a região tem obtido produtividade superior a 300 toneladas de cana-de-açúcar por hectare e serviu de “quebra gelo”, e por isso, e muito mais, virou um case de sucesso para instalação de novos investidores. O local possui uma terra muito fértil e uma logística promissora, banhada pelas águas do ‘São Frâncico’.

Deputado federal João Leão na obra de construção de um canal de irrigação na Serpasa Agroindustrial, do Grupo Paranhos, em Muquém do São Francisco – Foto: Rosa Tunes

“Estamos obtendo índices de produtividade superiores a 300 toneladas por hectares. Em relação às qualidades edafoclimáticas, são perfeitas. A cana, enquanto gramininha, ela é uma C4 com potencial de fotossíntese gigantesca. Ela consegue capturar a insolação, água e fertilidade, transformando em açúcar, nos dando uma condição diferenciada de produção”, disse Sérgio Paranhos, CEO da Serpasa Agroindustrial e forte investidor na região do Médio São Francisco.

Pivô de irrigação na Serpasa Agroindustrial em Muquém do São Francisco – Foto: Rosa Tunes

Eles iniciaram com 22 pivôs em 110 hectares (ha) em operação, uma área de 2 mil ha de cana plantada e a expectativa é que o empreendimento gere 3,5 mil empregos diretos e indiretos, com o plantio e a usina. “A previsão é chegar a 10 mil ha irrigados, atingindo 2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, com 60 pivôs e o restante no sistema gotejamento. Nossa expectativa é muito positiva. O mercado com bons preços de etanol e boa probabilidade de futuro, através de produção de energia limpa com baixa emissão de carbono na atmosfera”, afirma o investidor Sérgio Paranhos.

-Delimitação do Vale do São Francisco e subdivisões (Baixo, Submédio, Médio e Alto São Francisco)

Canavial irrigado da Serpasa – Foto: Divulgação

[caption id="attachment_448934" align="aligncenter" width="618"] Foto: Divulgação/Arquivo

Veja também

Lula: maior desafio da humanidade, acabar com a fome exige decisão política

“Nunca, tantos tiveram tão pouco, e tão poucos concentraram tantas riquezas. Nada é tão absurdo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!