sexta-feira 17 de setembro de 2021
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Rui Costa e Bruno Reis protagonizam primeira divergência pública
terça-feira 27 de julho de 2021 às 07:26h

Rui Costa e Bruno Reis protagonizam primeira divergência pública

NOTÍCIAS


Conforme o jornal Tribuna, embora permaneçam unidos no enfrentamento à pandemia da Covid-19, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), protagonizam a primeira divergência pública sete meses após o democrata assumir o comando da capital baiana.

De acordo com a publicação, ambos têm discordado sobre a retomada de eventos festivos, mesmo que seja com restrições por causa do coronavírus.  Enquanto o chefe do Executivo soteropolitano tem se posicionado favorável à volta das festas respeitando alguns protocolos sanitários, o petista tem criticado por entender que não passa uma “boa mensagem” para a sociedade.

No dia 21 de junho, Bruno Reis anunciou que a prefeitura preparava um evento-teste para o mês de julho. Quinze dias depois, no dia 6 de julho, o governador criticou a intenção do prefeito. “Não me parece que o momento de fazer evento teste. Acabamos de pedir para que as pessoas não façam evento junino. Acho que neste momento a mensagem não é boa”, declarou, durante o seu programa nas redes sociais digitais “Papo Correria”. “Minha opinião é que eventos podem esperar um pouco mais”, acrescentou.

Após a crítica de Rui, no dia 19 de julho, o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, anunciou que o evento-teste seria adiado. O prefeito justificou o adiamento dois dias depois. “Diante do que estamos vendo acontecer no mundo, na Holanda e em outros países, e da transmissão comunitária em São Paulo e Rio de Janeiro da variante Delta, todos os técnicos que nos acompanham pediram que nós aguardemos mais um pouco para realizar o evento. Se não houver risco da variante Delta, nós vamos sim realizar esse evento em Salvador”, disse.

Semana passada, conforme lembrou a Tribuna, Bruno Reis voltou a defender o evento-teste, que pode ocorrer em agosto. “Esse segmento tem grande importância para a nossa cidade. São mais de 6 mil pequenos profissionais que vivem disso, entre músicos, pessoas que trabalham na iluminação e na área da segurança, por exemplo, que estão há um ano e meio sem trabalhar. Eu estou preocupado com essas pessoas”, salientou.

O prefeito ainda tem se mostrado entusiasmado com a possibilidade de acontecer a festa Réveillon neste ano, e carnaval no próximo ano. Rui Costa tem pedido calma. “É prematuro falar do Réveillon e Carnaval. Digo o seguinte, aquele velho ditado: cada dia sua agonia. Então, não é o momento de ficar especulando o que nós conseguiremos fazer no final do ano ou no início do ano que vem. Vamos aguardar um pouco para saber como as coisas vão transcorrer. É mais prudente para todo mundo tomar medidas paulatina, com a queda doença”, afirmou.

Veja também

Indícios de irregularidades leva Governo Federal a suspender mais de 5 mil licenças do Registro Geral da Atividade Pesqueira

Indícios de irregularidades no Registro Geral da Atividade Pesqueira levou a Secretaria de Aquicultura e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!