domingo 7 de agosto de 2022
Home / RMS / Por que o Brasil abriu mão do trem e ficou dependente do caminhão

Por que o Brasil abriu mão do trem e ficou dependente do caminhão

Foto: Reprodução
domingo 27 de maio de 2018 às 18:03h

A paralisação de caminhoneiros em todo o Brasil, iniciada na segunda-feira (21), trouxe consequências imediatas para o abastecimento e escoamento da produção.

O cenário evidenciou a dependência do país no transporte de carga rodoviário.

O setor é responsável por 60% do que é transportado no país, de alimentos a combustíveis a automóveis. A malha rodoviária é usada para o escoamento de 75% da produção no país, segundo o levantamento Custos Logísticos no Brasil, da Fundação Dom Cabral, de 2018.

Os motivos para esta dependência são históricos e práticos. Para especialistas, entretanto, esse tipo de cenário tem desvantagens econômicas e foge do padrão mundial.

Em muitos outros países de extensões territoriais grandes, incluindo os “rodoviaristas” Estados Unidos, há uma participação bem maior das ferrovias no leva e traz de cargas.

Quando se olha para o ranking mundial de volume de carga transportada sobre trilhos, o Brasil está em posição de destaque, com 460 milhões de toneladas anuais. É o quinto maior do mundo.

 

 

Por Camilo Rocha

Veja também

Praças no Centro de Lauro de Freitas vão receber obras de requalificação

As praças Martiniano Maia e João Thiago dos Santos, localizadas no Centro de Lauro de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!