segunda-feira 6 de dezembro de 2021
Bolsonaro leva uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora 07/09/2018Bolsonaro leva uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora 07/09/2018 | Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Petistas divulgam documentário que insinua que facada em Bolsonaro foi falsa
sexta-feira 17 de setembro de 2021 às 19:31h

Petistas divulgam documentário que insinua que facada em Bolsonaro foi falsa

NOTÍCIAS


Conforme o jornal O Globo, deputados federais do PT compartilharam nas redes sociais o documentário “Bolsonaro e Adélio, Uma Fakeada no Coração do Brasil”, que defende a tese de que a facada no presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a campanha eleitoral de 2018 foi forjada. O canal oficial do partido no Youtube transmitiu ainda uma entrevista com o diretor do filme, o jornalista Joaquim de Carvalho.

O documentário, produzido pelo site “Brasil 247”, levanta uma série de supostos indícios de que a tentativa de assassinato foi forjada por Bolsonaro para deixar de comparecer aos debates presidenciais e crescer nas pesquisas de intenção de voto.

O deputado federal Bohn Gass (RS), líder da bancada do PT na Câmara, compartilhou o documentário e sugeriu aos seguidores que assistissem à produção:

“Acabei de assistir o documentário “Bolsonaro e Adélio – uma fakeada no coração do Brasil”, que já é sobre um sucesso de público e de crítica. Sugiro que vejam e que comentem aqui para trocarmos impressões. Voltarei ao tema”, escreveu.

O deputado Paulo Pimenta (RS) afirmou que é o documentário traz “forte indício de farsa”.

“ATENÇÃO: Juiz explica por que desconfia da “facada de Juiz de Fora”. Luis Carlos Valois diz que o fato de Adélio Bispo de Oliveira ter sido protegido pelos seguranças de Jair Bolsonaro, como Joaquim de Carvalho demonstrou, é um forte indício da farsa”.

Outros parlamentares também compartilharam o vídeo e levantaram suspeitas sobre as motivações de Adélio dos Santos, autor da facada no presidente, entre eles os deputados Rogério Correia, Paulo Guedes e Airton Faleiro.

“Impressionante como Joaquim de Carvalho foi fundo na investigação sobre o episódio da “facada” em JF que abriu caminho para vitória de Bolsonaro e seu projeto neofascista de governo. Como a PF nunca investigou este lado? Cabe uma CPI da fakeada? Opine.

A Polícia Federal (PF) concluiu que não houve mandantes para o ataque a faca contra Bolsonaro em Juiz de Fora (MG). De acordo com a investigação, coordenada pelo delegado Rodrigo Morais Adélio Bispo de Oliveira, agiu sozinho, por iniciativa própria e sem ajuda de terceiros, tendo sido responsável tanto pelo planejamento da ação criminosa quanto por sua execução.

Ainda segundo as investigações, não foi comprovada, por exemplo, a participação de agremiações partidárias, facções criminosas, grupos terroristas ou mesmo paramilitares em qualquer das fases do crime (cogitação, preparação e execução).

Em um inquérito anterior, a investigação inicial já havia considerado que Adélio Bispo agiu sozinho no momento do ataque e que a motivação teria sido “indubitavelmente política”. Ele então foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional.

Veja também

Bruno Reis entrega nova Unidade de Acolhimento Institucional de Salvador

Uma nova Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) para crianças e adolescentes foi instalada pela Prefeitura …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!