segunda-feira 23 de maio de 2022
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Nubank: conheça os 7 acionistas majoritários do banco digital
quinta-feira 20 de janeiro de 2022 às 11:51h

Nubank: conheça os 7 acionistas majoritários do banco digital

NOTÍCIAS


O Nubank surgiu em maio de 2013 com uma proposta digital que revolucionou o mercado de bancos e meios de pagamento. Em seu IPO (oferta pública inicial, na sigla em inglês), realizado em dezembro do ano passado, a fintech estreou na Bolsa de Nova York (NYSE) com avaliação de U$ 41,5 bilhões, mais valioso que o Itaú Unibanco e todas as instituições financeiras da América Latina. As informações são da revista IstoÉ Dinheiro.

No Brasil, o Nubank atraiu 800 mil investidores Pessoas Físicas (PF) à B3 com a negociação dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs), que representam uma fração da ação negociada no mercado americano.

De acordo com a legislação brasileira, a empresa foi obrigada a divulgar seu novo quadro societário com os sócios majoritários. No caso, são sete acionistas que detêm quase 70% do banco digital.

Conheça os acionistas majoritários do Nubank:

1 – Rua Califórnia
Com 22,965% do capital total da fintech, a holding Rua Califórnia é de propriedade de David Vélez, cofundador do Nubank. A empresa detém 65,794% das ações ordinárias, com direito a voto.

2 – Sequoia Capital
Com 18,311%, o segundo maior acionista da empresa participou da primeira rodada de investimentos do Nubank, ainda em 2013. A gestora de investimentos americana ainda realizou mais seis aportes no banco digital.

3 – DST Global
A líder de investimentos em empresas de internet, com investimentos na Xiaomi, Twitter e Meta (antigo Facebook), é a terceira acionista do Nubank, com 9,619% das ações.

4 – Tencent
A empresa chinesa dona do aplicativo WeChat, o mais popular em seu país, detém 6,412% das ações do Nubank.

5 – Tiger Global
Com 5,799% das ações, a empresa já investiou na SurveyMonkey, Meta, LinkedIn, Netshoes e 99.

6 – Cristina Junqueira
A co-fundadora do Nubank entrou à lista de bilionários da Forbes, com fortuna avaliada em U$ 1,3 bilhão, entre as dez mulheres mais ricas do Brasil. Junqueira tornou-se a segunda brasileira bilionária com um empreedimento próprio, segundo a revista, atrás apenas de Luiza Trajano, do Magalu.

Junqueira controla o banco digital por meio de ações com supervoto, que não são listadas e têm 20 vezes o direito a voto dos papéis em circulação no mercado. Ela detém 2,935% das ações.

7 – Adam Edward Wible
Ao lado de Junqueira e Vélez, completa o trio fundador do banco digital. O americano possui 2,110% das ações.

Veja também

“Se ACM Neto ganhar no primeiro turno, ele apoia quem para presidente?”

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), o vereador de Salvador e pré-candidato a deputado federal …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!