sábado 21 de maio de 2022
Foto: Reprodução
Home / JUSTIÇA / Ministro Fábio Faria processa ex-chanceler Ernesto Araújo por calúnia, injúria e difamação
quinta-feira 20 de janeiro de 2022 às 12:53h

Ministro Fábio Faria processa ex-chanceler Ernesto Araújo por calúnia, injúria e difamação

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Ernesto Araújo vai ter que responder criminalmente por declarações dadas pelo ex-chanceler sobre um ex-colega de governo, o ministro Fábio Faria.

Os advogados de Faria deram entrada nesta quinta-feira (20) conforme a coluna de Lauro Jardim, no O Globo, na 7ª Vara Criminal Federal de Brasília com uma queixa-crime por injúria, calúnia e difamação.

O que motivou a ação foi uma entrevista dada por Araújo na segunda-feira ao podcast ConservaTalk. Nela, segundo a ação, ele insinua que Fábio Faria teria favorecido a China no leilão do 5G, que foi conduzido pelo Ministério das Comunicações.

Na entrevista, Araújo afirmou:

— Porque esse Centrão que veio ai é um Centrão que acha que política externa é fazer tudo que a China quer. Não sei qual é o grau de interesse econômico que essas figuras têm com a China. Mas é óbvio que há uma imbricação muito pequena, de perto entre partidos do Centrão, pessoas do Centrão e a China. PP, para mim, é partido de Pequim. Essas pessoas então quiseram o que, agora querem uma política externa completamente desvinculada de um processo de transformação interna que está transformando o Brasil em uma colônia chinesa. (…) Três pessoas que são chaves nisso: Ciro Nogueira, Fábio Faria, que entregou o 5G para a China, e Flávia Arruda”.

Na petição, os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso escrevem que, logo depois em sua fala, Araújo passa a sugerir que o PP “seria financiado diretamente pela República da China e, portanto, no seu entender, as ações do Ministério das Comunicações do Brasil estariam pautadas, na realidade, pelos interesses dos chineses”.

Mais: a ação afirma que Ernesto Araújo “insinuou” que Faria “teria prevaricado quando da condução dos trabalhos perante o Ministério das Comunicações, especificamente, no que diz respeito ao pregão da tecnologia 5G, pois teria colocado em primeiro plano os interesses de país estrangeiro, a China”.

Veja também

Obras Sociais Irmã Dulce e Neoenergia Coelba firmam parceria

A Neoenergia Coelba e as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) firmaram um acordo que permite …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!