sexta-feira 19 de julho de 2024
O pré-candidato à prefeitura de São Paulo Pablo Marçal (PRTB) durante visita à Câmara dos Deputados — Foto: Brenno Carvalho/O Globo
Home / NOTÍCIAS / Marqueteiro acusa presidente do PRTB por ameaça de morte e expõe racha no partido de Pablo Marçal
sábado 22 de junho de 2024 às 13:43h

Marqueteiro acusa presidente do PRTB por ameaça de morte e expõe racha no partido de Pablo Marçal

NOTÍCIAS, POLÍTICA


O marqueteiro Michel Winter, filiado ao PRTB, acusou o presidente nacional do partido, Leonardo Avalanche, por “ameaça de morte”. Em vídeos publicados nas redes sociais, Winter não detalhou as acusações contra o líder do partido, que recém-lançou a pré-candidatura do coach Pablo Marçal à Prefeitura de São Paulo, mas disse ter registrado a denúncia na Superintendência Regional de Polícia Federal em Minas Gerais na manhã de sexta-feira.

“Me aguarde. Vou mostrar tudo que tenho, inclusive ameaça de morte. Agora quero ver se você é bandido mesmo! E se mata mesmo”, escreveu Winter, que também acusou Avalanche de ter “feito falcatrua” e “vendido” os 27 diretórios estaduais do PRTB. “Você não é homem digno e nem de caráter”, afirmou.

Desde terça-feira, segundo os registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o PRTB não tem um diretório estadual ativo em São Paulo. Os dez membros que integravam a direção do órgão haviam sido retirados do cargo por decisão da legenda em março. Joaquim Pereira de Paulo Neto assumiu a função de presidente no dia 22 daquele mês, mas seu cadastro passou a constar como “inativo” nesta semana.

Joaquim Pereira e Winter gravaram um vídeo juntos fazendo acusações contra Avalanche e prometendo removê-lo da direção do PRTB na Justiça. A dupla fez a gravação também ao lado de Tarcísio Escobar, que ocupava a presidência do diretório paulista da sigla e diz que o líder nacional da legenda propagou “várias mentiras” para “enganar o partido”. Tarcísio acumula condenações na Justiça e indiciamentos pela Polícia Civil.

Procurado pelo GLOBO, Avalanche não respondeu aos pedidos de manifestação até a publicação desta reportagem.

Autor da acusação por “ameaça de morte”, Michel Winter foi candidato a deputado federal pelo PMB em Minas Gerais nas eleições de 2022, quando se apresentou como “Marketeiro do Bolsonaro” — meses depois, o filho mais velho do ex-presidente, Flávio Bolsonaro (PL-RJ), disse que sua família não tem “nenhuma relação de proximidade, de amizade, de vínculo, de trabalho, nada” com Winter.

Na eleição anterior, de 2018, o marqueteiro atuou na campanha do governador mineiro Romeu Zema (Novo), que pagou a Winter R$ 40 mil pela sua atuação na “mobilização e coordenação regional de campanha”.

A crise no PRTB paulista tem potencial para atrapalhar os planos de Pablo Marçal, hit das redes sociais que largou na corrida eleitoral paulistana com taxas de intenções de voto entre 7% e 9%, segundo diferentes cenários testados pelo Datafolha no fim do mês passado. O pré-candidato também não comentou o caso até a publicação desta reportagem.

Veja também

Em 1º discurso após atentado, Donald Trump promete ‘acabar com pesadelo na fronteira’

O ex-presidente Donald Trump começou seu discurso principal nesta última quinta-feira (18) na convenção republicana …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!