segunda-feira 15 de julho de 2024
Para Lula (à dir.), a entrada da Bolívia é um passo importante para que o Mercosul seja "um bloco forte" - Foto: Rodrigo Urzagasti/AFP
Home / DESTAQUE / Lula diz na reunião do Mercosul que integração ‘é uma necessidade de sobrevivência’
terça-feira 9 de julho de 2024 às 17:17h

Lula diz na reunião do Mercosul que integração ‘é uma necessidade de sobrevivência’

DESTAQUE, MUNDO, NOTÍCIAS


O presidente Lula da Silva (PT) disse nesta terça-feira (9) que integração é uma necessidade de sobrevivência dos países da América do Sul. E que a “desunião das forças democráticas” serve à extrema-direita.

“A integração é uma necessidade de sobrevivência dos países da América do Sul, do Brasil e da Bolívia. […] É preciso dar uma chance no século 21 para que Brasil, Bolívia e outros países da América do Sul deixem de ser tratados como países em vias de desenvolvimento”, disse Lula. “A desunião das forças democráticas só tem servido à extrema-direita”, prosseguiu o presidente.

Lula ainda defendeu a volta da Venezuela ao Mercosul — o país está suspenso desde 2017, por não ter cumprido algumas recomendações previstas no acordo.

O presidente Lula da Silva (PT) disse nesta terça-feira (9) que integração é uma necessidade de sobrevivência dos países da América do Sul. E que a “desunião das forças democráticas” serve à extrema-direita.

“A integração é uma necessidade de sobrevivência dos países da América do Sul, do Brasil e da Bolívia. […] É preciso dar uma chance no século 21 para que Brasil, Bolívia e outros países da América do Sul deixem de ser tratados como países em vias de desenvolvimento”, disse Lula. “A desunião das forças democráticas só tem servido à extrema-direita”, prosseguiu o presidente.

Lula ainda defendeu a volta da Venezuela ao Mercosul — o país está suspenso desde 2017, por não ter cumprido algumas recomendações previstas no acordo.

Veja também

Alexandre de Moraes retira sigilo de áudio de “Abin paralela” de Bolsonaro; ouça

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira (15) a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!