domingo 14 de agosto de 2022
Home / DESTAQUE / Justiça impede deputados eleitos na Bahia de assumirem; entenda
quinta-feira 27 de dezembro de 2018 às 06:11h

Justiça impede deputados eleitos na Bahia de assumirem; entenda

DESTAQUE, JUSTIÇA


Pelo menos três políticos eleitos em 2018 correm o risco de não assumir seus mandatos. Eles foram eleitos nas eleições de outubro há dois meses.

A questão decorre de processo movido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA), o que pode levar ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) cassar os diplomas conferidos.

Os deputado são Charles Fernandes, eleito deputado federal suplente pelo PSD; Pastor Tom (PATRI), eleito deputado estadual; e Luizinho Sobral (PODE), deputado estadual suplente.

De acordo com as alegações do MPE, Charles foi condenado por abuso de poder político, enquanto o Pastor Tom registrou o pedido de candidatura a deputado estadual sem comprovar sua filiação ao partido Patriota. Luizinho Sobral, por sua vez, tornou-se inelegível ainda em agosto, por suposto uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder.

Veja também

Bruno Reis participa de missa em celebração ao Dia de Santa Dulce dos Pobres

O prefeito Bruno Reis (União Brasil) participou, na manhã deste sábado (13), de uma missa …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!