quarta-feira 24 de julho de 2024
Home / NOTÍCIAS / Governo federal assina contrato de R$ 1,5 bilhão para projeto de irrigação e energia
quarta-feira 10 de julho de 2024 às 19:38h

Governo federal assina contrato de R$ 1,5 bilhão para projeto de irrigação e energia

NOTÍCIAS


Os ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, assinaram, nesta quarta-feira (10), em Montes Claros, no Norte de Minas, o Contrato de Concessão do Projeto Hidroagrícola Jequitaí.

O leilão, realizado em março deste ano, garantiu R$ 1,5 bilhão em investimentos para a execução do projeto, que vai permitir irrigação, reserva de água e geração de energia, beneficiando cerca de 150 mil pessoas da região, além de criar 84 mil empregos diretos e indiretos. As obras devem ter início no começo de 2025.

Silveira destacou que o projeto irá impulsionar o crescimento econômico em múltiplas frentes e estabelecer um ciclo virtuoso de desenvolvimento integrado e sustentável na região Norte de Minas Gerais. Além de todos os benefícios, as barragens terão capacidade de gerar cerca de 20 MW de energia.

“É um momento realmente histórico para nós podermos levar vigor e vida, literalmente, ao povo do Norte de Minas. Porque água e energia são sinônimos de vida, e esse projeto de Jequitaí reúne os dois. Reúne água, turismo, reúne condições da gente irrigar mais, produzir mais e, com isso, da gente incluir mais a população e levar mais desenvolvimento”, disse o ministro de Minas e Energia.

Silveira lembrou que o projeto é uma demanda histórica para combater os efeitos da seca na região e que, junto ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, e demais parlamentares da região, trabalhou para que o projeto pudesse ser executado.

Sobre a iniciativa

O Projeto Hidroagrícola Jequitaí consiste na implantação de barragens de usos múltiplos no Rio Jequitaí, além de sistemas que permitirão a irrigação de áreas para produção agrícola e a regularização da vazão do rio.

A localização abrange áreas dos municípios de Jequitaí, Francisco Dumont e Claro dos Poções, em Minas Gerais. Ela permitirá a reserva de água para abastecimento de até 19 municípios mineiros, incluindo Montes Claros, além de gerar outros benefícios, como o ecoturismo, lazer e psicultura.

O ministro Waldez Góes destacou a união de esforços para que o projeto possa, enfim, sair do papel. “O presidente Lula está realizado um dos maiores sonhos do povo mineiro, que é o Projeto Hidroagrícola de Jequitaí, esperada há 40 anos. O ministro Alexandre Silveira e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, lutam por esse projeto há muitos anos, colocaram recursos e, logo que eu assumi o ministério, o presidente Lula me recomendou a cuidar com muito carinho e brevidade desse projeto, que vai gerar desenvolvimento regional, garantir segurança hídrica, diminuir emissões, produzir alimentos, além de gerar emprego e renda”, afirmou o ministro do MDR.

A concessão

A concessão do Projeto Hidroagrícola Jequitaí foi realizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em parceria com o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e com a Secretaria Especial para o Programa de Parcerias de Investimentos (SEPPI) da Casa Civil. O Consórcio Jequitaí foi o vencedor do leilão e será responsável pela execução do projeto.

Veja também

Lula: maior desafio da humanidade, acabar com a fome exige decisão política

“Nunca, tantos tiveram tão pouco, e tão poucos concentraram tantas riquezas. Nada é tão absurdo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!