quinta-feira 28 de outubro de 2021
Foto: Assessoria de Imprensa
Home / JUSTIÇA / Ex-presidente quer resgatar atuação político-social da OAB-BA
domingo 29 de agosto de 2021 às 18:15h

Ex-presidente quer resgatar atuação político-social da OAB-BA

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Devolver à OAB-BA a atuação solidária e comprometida com as causas sociais e coletivas que marcou a sua gestão na presidência da entidade, de 2004 a 2006, é o que pretende o advogado Dinailton Oliveira, pré-candidato ao cargo. Ele deixou isso claro, nesta sexta-feira (27), em conversas com grupos de advogados da região de Itabuna e em entrevistas à imprensa local, quando criticou a postura omissa do grupo que comanda a Ordem há 9 anos, “atendendo a interesses das elites”.

Mas, advertiu, “não podemos confundir atuação político-social com política partidária”. O ex-presidente chegou a se emocionar ao lembrar que em sua gestão foi implacável na luta por justiça social, em defesa dos desassistidos: “A felicidade não pode ser um bem pessoal e sim coletivo. Por exemplo, no Dia da Mulher, em minha gestão, em vez de distribuir flores, fomos para uma comunidade carente prestar assistência gratuita à população”.

Inércia

Seguindo a mesma linha, Dinailton acrescentou que criou a primeira Comissão de Defesa dos Afrodescendentes da história da OAB em todo o Brasil, colegiado com atuação destacada até hoje na rede de combate aos crimes raciais. E se disse triste com a falta de motivação da categoria frente à inércia da instituição. O processo de reestruturação do Judiciário iniciado por ele em 2006, a partir de uma representação ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), culminou na campanha `Justiça pra Valer`, que mobilizou todo o estado, com a realização de passeatas em vários municípios.

Esse movimento provocou a assinatura de um convênio, por meio do qual o CNJ faria um levantamento dos problemas, num prazo de 120 dias, para em seguida os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário baixarem as medidas administrativas necessárias. “Mas, a elite fez campanha até para me fragilizar financeiramente e o convênio foi arquivado”, denunciou.

Entre as reuniões com os colegas de Itabuna, sua cidade natal, Dinailton participou, acompanhado do ex-presidente da subseção da OAB local, o também radialista Andirlei Nascimento, de programas nas rádios Jornal de Itabuna, sob o comando de Frankvaldo Lima, e na Interativa, liderado por Silmara Souza. Participaram das entrevistas, também, o radialista e advogado Diego Gonzaga e o diretor da Rádio Jornal, Marcos Luz.

A receptividade ao nome do ex-presidente da OAB foi evidenciada pela grande audiência aos programas. Andirlei Nascimento e Diego Gonzaga fizeram questão de se pronunciar e se referiram a Dinailton como o melhor presidente da OAB-BA de todos os tempos.

Dinailton agradeceu o apoio e reafirmou sua disposição em dar prioridade à luta em defesa das prerrogativas dos advogados, para que a prestação jurisdicional tenha efetividade. Advogado militante, o pré-candidato à presidência da OAB classificou como absurda a falta de respeito aos profissionais, por parte de juízes, serventuários e até policiais.

Outra pauta que ele classificou como inadiável foi a da efetividade da advocacia, a maior celeridade na tramitação dos processos. “Eu fui presidente da OAB, sou reconhecido, e tenho processos se arrastando há 30 anos, esperando há quatro meses por um alvará. Isso é inacreditável. Imagine o que não enfrenta um advogado iniciante”, comentou.

Veja também

Projeto na Câmara de Feira de Santana propõe reconhecimento do Feiraguai como patrimônio cultural

A Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou nesta última quarta-feira (27), o projeto de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!