terça-feira 30 de novembro de 2021
Foto: Reprodução
Home / JUSTIÇA / Deputado pede que CNMP abra processo contra Thamea Danelon por críticas políticas
sexta-feira 22 de outubro de 2021 às 18:50h

Deputado pede que CNMP abra processo contra Thamea Danelon por críticas políticas

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Por violação ao decoro, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) apresentou reclamação disciplinar à Corregedoria Nacional do Ministério Público (CNMP) contra Thamea Danelon, procuradora da República, que assumiu o cargo de comentarista política na CNN. Na nova função, ela atacou o ex-presidente e pré-candidato Lula, dizendo que ele “assaltou a Petrobras”.

A procuradora, nos últimos anos, ganhou destaque nacional ao participar da autoapelidada “força-tarefa” do MPF no desdobramento da “lava jato” no estado de São Paulo. Segundo a reclamação, Thamea é uma voz ativa no debate público brasileiro e participa, constantemente, de programas de televisão e rádio.

Recentemente, ela passou a ocupar o cargo de comentarista da CNN Brasil e utilizou desse espaço para afirmar que o ex-presidente Lula teria “assaltado” a Petrobras e outras empresas públicas. Além disso, afirmou que o Supremo Tribunal Federal anulou os processos contra Lula, mas isso “não apaga todos os crimes de corrupção praticados pelo ex-presidente”.

Paulo Teixeira pontuou em seu pedido que a Lei Orgânica do Ministério Público da União (LC 75/93) determina que seus membros devem observar as normas que regem seu exercício e especialmente “guardar decoro pessoal”.

Nesse sentido, de acordo com o deputado, para uma procuradora da República — que ocupa cargo público e que tem atribuições e competências capazes de repercutir nos assuntos mais delicados da vida pública brasileira — decoro no exercício do cargo exige equidistância frente a todos os atores políticos, sem qualquer contaminação por paixões políticas, atuando sempre com silêncio quase monástico.

A LC 75/93 veda a atividade político-partidária por parte dos integrantes das carreiras do Ministério Público. Paulo Teixeira lembrou que essa vedação contempla todo e qualquer ato de integrante dos quadros do MP que torne pública suas preferências partidárias e eleitorais e contribua, em algum grau, para projetos partidários e políticos que estejam na cena nacional.

Além disso, acumular a função de comentarista política da CNN com o cargo de procuradora regional da República, viola o princípio da moralidade, ressaltou. “Tal violação ocorre porque a reclamada, ao tecer seus comentários sobre política na CNN acaba falando em nome do Ministério Público, incorrendo em gritante falta profissional”, escreveu o deputado.

“Sendo assim, caso Thamea Danelon Valiengo queira se dedicar à função de comentarista em canais de televisão, deve exonerar-se do cargo que ocupa no Ministério Público, já que a exposição que faz de opiniões políticas controvertidas que nem sempre são coincidentes com as posições institucionais do MP evidentemente afeta a imagem da instituição”, concluiu o parlamentar, solicitando a intervenção do CNMP e abertura de um processo administrativo disciplinar (PAD) depois de aberto o espaço para ampla defesa.

Veja também

Deputadas do PT pedem votos para André Mendonça no Senado, diz coluna

Ao menos duas deputadas federais do PT têm atuado, nos bastidores de acordo com Igor …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!