segunda-feira 27 de junho de 2022
Um dos herdeiros, Rob Walton, acabou de liderar um grupo familiar a oferecer US$ 4,65 bilhões (R$ 23,9 bilhões) pelo time da NFL Denver Broncos - Forbes
Home / NEGÓCIOS / Conheça os herdeiros mais ricos dos Estados Unidos
quinta-feira 23 de junho de 2022 às 10:44h

Conheça os herdeiros mais ricos dos Estados Unidos

NEGÓCIOS, NOTÍCIAS


Uma notícia chocou o mundo esportivo na semana passada quando um grupo liderado pelo herdeiro do Walmart, Rob Walton, venceu a guerra de lances pelo time da NFL Denver Broncos, com uma oferta de US$ 4,65 bilhões (R$ 23,9 bilhões). A soma exorbitante fez do negócio a compra mais cara de um time esportivo da história e chamou a atenção para o homem no centro de tudo: o discreto Walton.

Conforme reportagem de Jemima McEvoy, da Forbes, o filho mais velho do fundador do Walmart, Sam Walton, Rob herdou sua fortuna e atuou como presidente da varejista por 23 anos. Com uma fortuna estimada em US$ 57,2 bilhões (R$ 295,1 bilhões), ele é a 15ª pessoa mais rica dos Estados Unidos e o quinto herdeiro mais rico do país.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Vários parentes de Rob Walton também estão entre as pessoas mais ricas dos EUA. O Walmart é a maior varejista do país e foi fundado em 1962 por Sam e seu irmão James “Bud” Walton. Cerca de metade do negócio ainda pertence a membros da família.

Sete têm fortunas de US$ 10 bilhões (R$ 51,6 bilhões) ou mais, incluindo os três filhos vivos de Sam Walton – Rob, Jim e Alice – e o neto Lukas. A oitava bilionária do Walmart, Christy Walton, viúva do falecido filho de Sam, John, tem uma fortuna estimada em US$ 7 bilhões (R$ 36,1 bilhões).

A enorme riqueza familiar é uma marca registrada da lista da Forbes das pessoas mais ricas dos Estados Unidos, embora muitos dos herdeiros bilionários venham de apenas um punhado de empresas. Uma delas é a gigante agrícola Cargill, a maior empresa privada do país, que levou 12 herdeiros para o clube das três vírgulas. Os bisnetos e tataranetos do fundador W. W. Cargill ainda possuem quase 90% do negócio, que abriu as portas em 1865.

Outras companhias que renderam fortunas para várias gerações incluem o fabricante de produtos de limpeza SC Johnson, sediado Wisconsin – conhecido por marcas como Windex, Off e Pledge -, e a Mars, o império de doces e alimentos para animais de estimação fundado por Frank Mars em 1911.

Os quatro tataranetos de Samuel Curtis Johnson – H. Fisk Johnson, Helen Johnson-Leipold, S. Curtis Johnson e Winifred J. Marquart – possuem juntos a maior fatia da SC Johnson, que não tem capital aberto, e valem cerca de US$ 3,1 bilhões (R$ 15,9 bilhões) cada.

Leia mais: Estudo define quanto você precisa ganhar para ser considerado rico

No caso da Mars, seis netos e bisnetos do fundador são bilionários,com fortunas estimadas entre US$ 7,4 bilhões (R$ 38,1 bilhões) e US$ 29,7 bilhões (R$ 153,2 bilhões) pela Forbes.

Alguns desses herdeiros assumiram o controle dos negócios que herdaram e os transformaram radicalmente. Charles Koch e seus três irmãos herdaram a maior parte da Koch Industries quando seu pai, Fred, morreu em 1967. Charles e seu irmão David (falecido em 2019) compraram as participações de seus dois irmãos, Frederick e Bill, por US$ 1,1 bilhões (R$ 5,6 bilhões) em 1983.

Charles dirige a empresa desde a morte do pai. Ele orquestrou a aquisição da Georgia Pacific por US$ 13 bilhões (R$ 67 bilhões) em 2005 e a da empresa de software em nuvem Infor em 2020 – a operação movimentou cerca de US$ 13 bilhões (R$ 67,2 bilhões).

Em 1982, Charles Koch apareceu na primeira edição da lista Forbes 400, que reúne os norte-americanos mais ricos, com um patrimônio líquido de US$ 266 milhões (R$ 1,3 bilhão). A Forbes agora estima sua fortuna em pouco menos de US$ 60 bilhões (R$ 309,6 bilhões).

Rupert Murdoch herdou dois jornais australianos quando seu pai morreu – e com eles começou um império de mídia que cresceu e hoje inclui a Fox News, sem dúvida a rede de TV a cabo mais influente dos EUA.

Juntos, os 20 herdeiros bilionários mais ricos do país (tecnicamente são 23, porque vários estão empatados no número 20) valem US$ 568 bilhões (R$ 2,9 trilhões). Isso representa cerca de 13,5% dos US$ 4,2 trilhões (R$ 21,6 trilhões) em fortuna de todos os 701 bilionários dos EUA, segundo estimativas da Forbes.

Veja quem são eles e conheça a origem de suas fortunas. (Os patrimônios líquidos foram calculados com base no fechamento dos mercados acionários da última quinta-feira, 16 de junho.)

#1 (empate): Charles Koch

Patrimônio líquido: US$ 59,6 bilhões (R$ 307,5 bilhões)
Fonte da riqueza: Koch Industries

Koch e seu falecido irmão David herdaram a Koch Industries de seu pai, Fred, que a fundou em 1940 como uma empresa de petróleo e refinaria. Os irmãos a transformaram na segunda maior empresa privada dos EUA, com receitas estimadas em US$ 115 bilhões (R$ 593,4 bilhões) e negócios em oleodutos, produtos químicos e, mais recentemente, software em nuvem. Koch, um libertário convicto que doa generosamente a candidatos políticos republicanos, é presidente e CEO da Koch Industries desde 1967.

#1 (empate): Julia Koch

Patrimônio líquido: US$ 59,6 bilhões (R$ 307,5 bilhões)
Fonte da riqueza: Koch Industries

A esposa do falecido David Koch – irmão de Charles Koch – tornou-se uma das pessoas mais ricas do mundo quando ele morreu em 2019, aos 79 anos. Ela e seus três filhos – David Jr., Mary Julia e John – herdaram a participação de 42% de David na Koch Industries. Julia Koch, de 60 anos, faz parte do conselho de administração da empresa e é presidente da David H. Koch Charitable Foundation.

#3: Jim Walton

Patrimônio líquido: US$ 58,3 bilhões (R$ 285,3 bilhões)
Fonte da riqueza: Walmart

O filho mais novo de Sam Walton possui uma participação estimada de 13% na varejista que seu pai fundou em 1962. Ele atuou no conselho de administração do Walmart por mais de uma década antes de passar o cargo para seu filho, Steuart, em 2016. Agora, o Walton de 74 anos é presidente do conselho do Arvest Bank, um banco privado que pertence à família e afirma ter US$ 26 bilhões (R$ 134,1 bilhões) em ativos sob gestão.

#4: Alice Walton

Patrimônio líquido: US$ 57,5 ​​bilhões (R$ 296,7 bilhões)
Fonte da riqueza: Walmart

Embora ela seja uma das maiores beneficiárias do império de varejo, a única filha de Sam Walton evitou trabalhar no negócio familiar. Quando era mais jovem, ocupou vários cargos no Walmart mas nunca chegou a uma posição sênior. Em vez disso, ela dedicou seu tempo a paixões como criar cavalos e colecionar arte. Ela abriu o Crystal Bridges Museum of American Art em sua cidade natal de Bentonville, Arkansas, em 2011.

#5: Rob Walton

Patrimônio líquido: US$ 57,2 bilhões (R$ 295,1 bilhões)
Fonte da riqueza: Walmart

O filho mais velho do fundador do Walmart assumiu o cargo de presidente quando seu pai morreu, em 1992. A varejista saiu de cerca de 2 mil lojas e 271 mil funcionários naquele ano para 11 mil lojas e mais de 2,3 milhões de funcionários em 2015, quando ele deixou o cargo. Ele foi substituído por seu genro, Greg Penner, que faz parte do grupo que vai comprar o Denver Broncos; Walton ainda faz parte do conselho de administração do Walmart.

#6: MacKenzie Scott

Patrimônio líquido: US$ 30,7 bilhões (R$ 158,4 bilhões)
Fonte da riqueza: Amazon

Scott, anteriormente conhecida como MacKenzie Bezos, tornou-se bilionária em 2019 quando o fundador da Amazon, Jeff Bezos, transferiu para ela um quarto de suas 78,8 milhões de ações como parte de seu acordo de divórcio, um dos maiores da história. Desde então, ela doou cerca de um quarto de suas ações – aproximadamente US$ 12 bilhões (R$ 61,9 bilhões) – para causas de caridade em um ritmo mais rápido do que qualquer bilionário nos tempos modernos, estimou a Forbes em abril.

#7 (empate): John Mars

Patrimônio líquido: US$ 29,7 bilhões (R$ 153,2 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces, comida para animais de estimação

John, agora com 86 anos, e seus irmãos Jacqueline e Forrest Jr. herdaram cerca de um terço da empresa de doces iniciada por seu avô, Frank Mars, em 1911, depois que seu pai, Forrest Mars Sr., morreu em 1999.

John e Forrest Jr., que foram co-presidentes da empresa desde 1975, supervisionaram sua expansão em um império global diversificado, abrangendo doces, alimentos para animais de estimação e gomas de mascar.

#7 (empate): Jacqueline Mars

Patrimônio líquido: US$ 29,7 bilhões (R$ 153,2 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces e comida para animais de estimação

Jacqueline Mars trabalhou na empresa de doces e alimentos para animais de estimação por quase 20 anos e atuou em seu conselho de administração antes de se aposentar em 2016. Seu filho, Stephen Badger, foi presidente do conselho até 2020. Como seus irmãos John e Forrest Jr., ela herdou cerca de um terço da Mars depois que seu pai morreu em 1999. Conhecida no mundo do hipismo, ela é dona de uma fazenda de cavalos na Virgínia que já treinou medalhistas olímpicos.

#9: Miriam Adelson

Patrimônio líquido: US$ 25,1 bilhões (R$ 129,5 bilhões)
Fonte da riqueza: Cassinos

Adelson herdou o império de cassinos de seu falecido marido Sheldon depois que ele morreu em janeiro de 2021, aos 87 anos. Com 76 anos, ela possui 52% do Las Vegas Sands, que é listado na Bolsa de Valores de Nova York e possui cassinos em Cingapura e Macau.

Em fevereiro, ela concluiu a venda do do The Venetian Resort, em Las Vegas, por US$ 6,25 bilhões (R$ 32,2 bilhões) para a empresa de private equity Apollo Global Management e o fundo de investimento imobiliário VICI Properties. As ações do Las Vegas Sands caíram 40% no ano passado.

#10: Leonard Lauder

Patrimônio líquido: US$ 20,7 bilhões (R$ 106,8 bilhões)
Fonte da riqueza: Estée Lauder

Lauder detém cerca de 20% da gigante de cosméticos fundada em 1946 por seus pais, Estée e Joseph Lauder. Ele dirigiu a empresa como CEO por mais de três décadas e abriu o capital do negócio em 1995, antes de deixar o cargo em 1999. Ele tem agora 89 anos e é presidente emérito da Estée Lauder; seu irmão mais novo, Ronald, de 78 anos, é o presidente da Clinique Laboratories e também bilionário.

#11: Abigail Johnson

Patrimônio líquido: US$ 18 bilhões (R$ 92,8 bilhões)
Fonte de riqueza: Gestão de dinheiro

A CEO e presidente da Fidelity Investments é neta de Edward C. Johnson II, que fundou a gigante de fundos mútuos em 1946. Ela assumiu o cargo de executiva-chefe em 2016 e possui uma participação na empresa estimada em 24,6%. A firma tem US$ 4,3 trilhões (R$ 22,1 trilhões) em ativos sob gestão.

#12: Rupert Murdoch

Patrimônio líquido: US$ 17,7 bilhões (R$ 91,3 bilhões)
Fonte da riqueza: Mídia

Rei do império da mídia que inclui Fox News, The Wall Street Journal, The New York Post e o tablóide britânico The Sun, Murdoch herdou seu primeiro jornal de seu pai, um correspondente de guerra que se tornou editor, quando tinha 22 anos. Ele transformou o negócio editorial da família na News Corp., avaliada em US$ 9 bilhões (R$ 46,4 bilhões).

Em março de 2019, Murdoch vendeu para a Disney a maior parte do estúdio de cinema da Fox, assim como o canal a cabo FX, a National Geographic Networks, uma participação de 30% no serviço de streaming Hulu e sua participação na Star India por US$ 71,3 bilhões (R$ 367,9 bilhões).

#13: Lucas Walton

Patrimônio líquido: US$ 14,6 bilhões (R$ 75,3 bilhões)
Fonte da riqueza: Walmart

Neto do cofundador do Walmart, Sam Walton, Lukas herdou sua fortuna quando seu pai, John T. Walton, morreu em um acidente de avião em 2005. Ele recebeu cerca de um terço dos bens de seu pai; sua mãe, Christy Walton (também bilionária), ficou com cerca de um sexto.

O empresário de 35 anos não ocupa nenhum cargo na empresa. Ele investe em negócios que enfrentam desafios ambientais e sociais, e no final do ano passado lançou um fundo de US$ 300 milhões (R$ 1,5 bilhão) para esse fim.

#14: Empregos de Laurene Powell

Patrimônio líquido: US$ 13,9 bilhões (R$ 71,7 bilhões)
Fonte da riqueza: Apple, Disney

Powell Jobs herdou uma fortuna em ações da Apple e da Disney quando seu falecido marido, o cofundador da Apple, Steve Jobs, morreu de câncer em 2011. Com seus bilhões, ela comprou participações na revista The Atlantic e em equipes de esportes, incluindo o Washington Wizards, da NBA, e o Washington Capital, da NHL.

Ela também fundou a Emerson Collective, uma empresa de impacto social que mistura filantropia e investimento, e a Waverley Street Foundation, que financia iniciativas para combater a mudança climática.

#15: Donald Newhouse

Patrimônio líquido: US$ 12,1 bilhões (R$ 62,4 bilhões)
Fonte da riqueza: Mídia

De um único jornal de Staten Island, o pai de Newhouse, Sam, construiu a Advance Publications, um império de publicação e transmissão que hoje inclui o grupo de revistas Condé Nast (proprietário da The New Yorker e Vanity Fair, entre outras), além de participações substanciais na WarnerBros, Discovery e no site Reddit.

O negócio foi dividido entre Newhouse e seu falecido irmão Samuel, conhecido como Si, com Donald Newhouse encarregado de seu segmento de televisão e jornal, e Si supervisionando a divisão de revistas. Hoje, Newhouse, 92 anos, divide o título de co-presidente com seu filho, Steven.

#16: Carl Cook

Patrimônio líquido: US$ 9,4 bilhões (R$ 48,5 bilhões)
Fonte da riqueza: Dispositivos médicos

Cook assumiu a fabricante de dispositivos médicos de sua família depois que seu pai, Bill, morreu em 2011. Seus pais fundaram a empresa, que vende cateteres e dilatadores, entre outros, em um apartamento em Bloomington, Indiana, em 1963. Agora, ela fatura cerca de US$ 2,5 bilhões (R$ 12,9 bilhões) anualmente.

#17: Herbert Kohler Jr.

Patrimônio líquido: US$ 8,8 bilhões (R$ 45,4 bilhões)
Fonte de riqueza: Encanamento

A Kohler Co., que produz materiais para encanamento, foi fundada pelo avô de Herb Kohler em 1874; nessa época, a empresa fabricava ferramentas agrícolas. Ele assumiu o lugar de seu pai como CEO aos 32 anos e administrou a empresa por mais de quatro décadas antes de entregá-la ao seu filho, David, em 2015. Herb, de 83 anos, é o presidente-executivo.

#18 (empate): Pauline MacMillan Keinath

Patrimônio líquido: US$ 8 bilhões (R$ 41,2 bilhões)
Fonte da fortuna: Cargill

Keinath, a mais rica dos herdeiros da Cargill, é vista como a maior acionista da empresa, com uma participação estimada de 13%. Ela é bisneta do fundador W. W. Cargill; seu falecido irmão, Whitney MacMillan, foi o último membro da família a atuar como CEO da empresa.

#18 (empate): Ann Walton Kroenke

Patrimônio líquido: US$ 8 bilhões (R$ 41,2 bilhões)
Fonte da riqueza: Walmart

Esta herdeira do Walmart herdou sua participação na gigante do varejo de seu falecido pai, James “Bud” Walton, que ajudou seu irmão mais velho Sam a fundar a companhia em 1962. Seu marido, Stanley Kroenke, um magnata imobiliário e esportivo, também é bilionário com fortuna estimada em US$ 10,7 bilhões.

#20 (empate): Pamela Mars

Patrimônio líquido: US$ 7,4 bilhões (R$ 38,1 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces, comida para animais de estimação

Pamela, de 62 anos, e suas três irmãs – Victoria, Valerie e Marijke – herdaram uma participação estimada de 8% na Mars quando seu pai, Forrest Mars Jr., morreu em 2016, aos 84 anos. Ela exerceu diversos cargos na empresa e atuou como presidente do conselho de administração entre 2004 e 2008. Atualmente, é embaixadora da divisão de pet care da empresa.

#20 (empate): Victoria Mars

Patrimônio líquido: US$ 7,4 bilhões (R$ 38,1 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces, comida para animais de estimação

A filha mais velha de Forrest Mars Jr., Victoria, de 65 anos, trabalhou na Mars por mais de três décadas e ajudou a criar o programa Ombudsman da empresa, que oferece uma via confidencial para os funcionários relatarem problemas no local de trabalho. Ela também assumiu o cargo de presidente do conselho entre 2014 a 2017.

#20 (empate): Valerie Mars

Patrimônio líquido: US$ 7,4 bilhões (R$ 38,1 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces, comida para animais de estimação

Valerie, de 63 anos, começou a trabalhar na Mars em 1992 e agora é vice-presidente de desenvolvimento corporativo. Ela tem uma cadeira no conselho de administração da empresa e também no conselho da Fiat Chrysler Automobiles.

#20 (empate): Marijke Mars

Patrimônio líquido: US$ 7,4 bilhões (R$ 38,1 bilhões)
Fonte de riqueza: Doces, comida para animais de estimação

A filha mais nova de Forrest Mars Jr., Marijke, de 57 anos, também faz parte do conselho de administração da empresa. De acordo com a Bloomberg, ela trabalhou como gerente regional na Kal Kan Foods, uma das empresas de alimentos para animais de estimação da Mars, e agora trabalha na Mars Food, que supervisiona marcas como o arroz Ben’s Original.

Veja também

Cédula de R$ 20 completa vinte anos: veja o que era possível comprar em 2002

Nesta segunda-feira (27), a nota de R$ 20 completa 20 anos. Lançada em 27 de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!