sábado 21 de maio de 2022
Foto: Reprodução
Home / DESTAQUE / Confederação orienta prefeitos a não darem reajuste de 33,24% aos professores
sexta-feira 28 de janeiro de 2022 às 06:27h

Confederação orienta prefeitos a não darem reajuste de 33,24% aos professores

DESTAQUE, EDUCAÇÃO, NOTÍCIAS


A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) emitiu nota nesta última quinta-feira (27) em que orienta os prefeitos a não concederem o reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores da educação básica – anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta.

Na avaliação da entidade, o novo valor poderia colocar municípios em uma “difícil situação fiscal” e inviabilizar a gestão da educação no Brasil. O piso salarial é definido pelo governo federal, mas os salários da educação básica são pagos pelas prefeituras e pelos governos estaduais.

O reajuste de 33,24% anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em rede social eleva o piso salarial do magistério de R$ 2.886 para R$ 3.845. Esse é o valor mínimo a ser pago para profissionais da educação básica em início de carreira.

Na nota divulgada nesta quinta, a CNM recomenda que os prefeitos corrijam o piso salarial com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) medido nos 12 meses anteriores ao reajuste – a mesma métrica usada na correção do salário mínimo geral. O índice fechou 2021 em 10,16%.

A CNM argumenta que a recomendação deve ser seguida até que “novas informações sejam fornecidas pelo governo federal”.

Veja também

Bolsonaro anuncia parceria com Musk ainda sem data para assinar licitação

O anúncio de início das tratativas para uma parceria entre o governo de Jair Bolsonaro …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!