quinta-feira 28 de outubro de 2021
Foto: Ascom/MP-BA
Home / JUSTIÇA / Casal Adaílton e Gleiciane Maturino são condenados por fraude de mais de R$ 2 milhões
segunda-feira 17 de maio de 2021 às 18:17h

Casal Adaílton e Gleiciane Maturino são condenados por fraude de mais de R$ 2 milhões

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Atendendo a pedido do Ministério Público estadual, a Justiça determinou nesta segunda-feira (17) a prisão do casal Adailton Maturino dos Santos e Gleiciane Souza Marturino dos Santos por envolvimento em fraudes investigadas pela Operação Immobilis, em um valor de pelo menos R$2.200.000,00. A justiça determinou ainda a indisponibilidade dos bens do casal, bem como de Cícero Rodrigues Ferreira Silva e Emanuela Moraes Lopes, até o valor apurado. Também foi decretado o bloqueio das contas vinculadas a eles. Adaílton e Gleiciane Maturino já estão presos em Brasília.

Os dois foram denunciados pelo MP-BA por envolvimento no esquema investigado pela Operação Immobilis, que apura fraudes milionárias em registro e venda de imóveis. Os denunciados são suspeitos da prática dos delitos de estelionato e organização criminosa, sendo supostamente responsáveis pela captação de magistrados que, através de atos de corrupção, estariam participando de ações criminosas que tiveram como vítimas instituições financeiras e terceiros de boa-fé. A denúncia apontou a influência que Adaílton e Gleiciane Maturino teriam no Judiciário, se aproveitando do falso título consular e do falso prestígio com a nação estrangeira de Guiné-Bissau, para estabelecerem contato com membros do Poder Judiciário, o que facilitaria suas atuações nas fraudes que se estendem por, no mínimo, 7 anos.

Veja também

AL-BA aprova alterações propostas pelo Executivo para a ‘Lei Anticalote’

Em sessão mista (presencial e remota) na tarde desta última quarta-feira (27), o presidente em …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!