segunda-feira 27 de junho de 2022
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Campanha e aliados de Bolsonaro definem tom para lidar com prisão de ex-ministro
quarta-feira 22 de junho de 2022 às 13:07h

Campanha e aliados de Bolsonaro definem tom para lidar com prisão de ex-ministro

NOTÍCIAS


A declaração do presidente Jair Bolsonaro (PL) de destacar que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22) responderá por seus atos caso tenha feito algo de errado, deu o tom de como a pré-campanha presidencial e aliados do presidente lidarão com o caso.

Nesta manhã, uma fonte da pré-campanha afirmou que Bolsonaro já deu a linha de atuação, dizendo que o caso está sendo investigado, que há possibilidade de Ribeiro ser inocente e que a Polícia Federal trabalha de forma independente. Apesar disso, essa fonte reconheceu o desgaste para a campanha de Bolsonaro à reeleição.

“É como a questão do Milton, lamento. A imprensa vai dizer que está ligado a mim, etc. Paciência. Se tiver algo de errado, ele vai responder. Se tiver.. Se for inocente, sem problema. Se for culpado, vai pagar”, disse Bolsonaro, em entrevista à Rádio Itatiaia, ao destacar que o governo não compactua com irregularidades.

Na mesma linha, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente, usou discurso similar ao comentar o caso. “Sobre o caso de Milton Ribeiro, essa é a prova de que investigações têm total autonomia e não são barradas pelo governo, como a esquerda afirma”, disse.

“E sigo o que o Presidente @jairbolsonaro sempre pregou e continua seguindo: se fez algo errado, que pague por isso”, acrescentou ele, no Twitter.

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), destacou, por meio da mesma rede social, que é preciso aguardar a conclusão das apurações. “Muitos que foram presos, hoje estão inocentados após conclusão das investigações. Espero que seja esse o caso do reverendo Milton Ribeiro”, disse.

O atual ministro da Educação e ex-secretário-executivo da pasta na época dos fatos, Victor Godoy, também seguiu o roteiro traçado, destacando que o “nosso governo não compactua com qualquer irregularidade ou desvio”, e disse que, se ocorreu algo, foi de “forma velada”. Repetindo o que disse o presidente, Godoy afirmou que, se comprovada a culpa de quem quer que seja, que responda pelos seus atos.

Veja também

Ao lado de ACM Neto, Alan Sanches percorreu cidades e fechou maratona do São João em Santo Antônio de Jesus

O deputado estadual Alan Sanches (União Brasil), durante os festejos juninos percorreu sete municípios – …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!