quarta-feira 24 de julho de 2024
Fotos: Valter Pontes / Secom PMS
Home / DESTAQUE / Bruno Reis entrega rua e praça no Aquarius para a prática esportiva e lazer da população
quinta-feira 20 de junho de 2024 às 10:39h

Bruno Reis entrega rua e praça no Aquarius para a prática esportiva e lazer da população

DESTAQUE, NOTÍCIAS


A Rua Manoel Philomeno de Miranda, no Aquarius, foi entregue totalmente requalificada na noite desta quarta-feira (20), juntamente com uma nova praça para o lazer dos moradores. A entrega foi feita pelo prefeito Bruno Reis (União Brasil), pelo secretário de Manutenção (Seman), Lázaro Jezler, e demais autoridades do município. Juntas, as obras tiveram um investimento de R$2,8 milhões.

A praça Doutor Sósthenes Tavares Macêdo ocupa uma área de 6,8 mil metros quadrados e está situada no encontro entre a Rua Aristides Fraga Lima e a Avenida Magalhães Neto. O equipamento foi totalmente requalificado e agora conta com paisagismo, iluminação em LED, mobiliário completo, parque infantil, cachorródromo, academia de ginástica, academia de saúde e espaço para jogos.

Fotos: Valter Pontes / Secom PMS

Sobre a Manoel Philomeno, Bruno Reis disse que a requalificação era um pedido constante das associações de moradores. “É uma rua que fica no fundo dos prédios e a comunidade não utilizava, pelo contrário, estava sendo mal utilizada. E agora, quem passar por lá vai ver a transformação que nós fizemos. Uma rua que era utilizada de maneira não adequada será o ponto de encontro do bairro”, afirmou.

“A gente precisa entender a capacidade que uma obra, às vezes simples, tem de mudar a rotina das pessoas e influenciar no comportamento para que elas voltem a utilizar o espaço público. Essa foi a nossa estratégia desde o início da nossa gestão: devolver a cidade ao cidadão, fazer com que ele tenha vontade de curtir a sua cidade”, completou o prefeito.

Segundo os moradores, a Rua Manoel Philomeno, por ficar no fundo de vários prédios, era basicamente utilizada como estacionamento de veículos e acumulava tonéis de lixo das moradias. Para a sua requalificação, a Prefeitura realizou serviços como demolição e remoção do pavimento antigo, manutenção da drenagem, colocação de piso intertravado, de passeio e de meio-fio, além da pintura de ciclovia e implantação de mobiliários urbanos.

Bruno Reis lembrou de uma ação simples, mas que mudou o clima dos moradores daquela região: o fechamento da Magalhães Neto aos finais de semana para que a avenida sirva de área de lazer e atividade física. “É óbvio que um conjunto de iniciativas, como a requalificação de uma praça como essa que estamos entregando hoje, tem capacidade de elevar a nossa autoestima e a nossa sensação de pertencimento à cidade”, disse.

“É por conta de ações como essas, que estamos realizando em toda a cidade, que hoje em dia quem vem a Salvador sai daqui falando bem, dizendo que a cidade está bonita, que a cidade está bem cuidada, que ela se transformou. As pessoas me perguntam o que é que a gente fez, porque não há uma cidade que tenha mudado tanto esse sentimento nas pessoas como a cidade de Salvador. E a resposta está aí”, afirmou o prefeito.

A praça Doutor Sósthenes Tavares Macêdo já era batizada em homenagem ao avô do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sósthenes Macêdo. “É um momento de muita alegria. Doutor Sósthenes, para quem o conheceu, foi um médico que serviu ao povo, salvou muitas vidas e prestou relevantes serviços à nossa cidade e ao Brasil. Eu cresci ouvindo o meu avô dizendo que ele fez medicina para atender aos que mais necessitavam, e levo essa mensagem comigo. Toda a minha família está aqui emocionada”, disse.

Mais conforto

Titular da Seman, Lázaro Jezler destacou que a Prefeitura tem trabalhado para devolver ao cidadão os espaços públicos da cidade. “Eram áreas que não eram muito utilizadas, e agora a população vai poder utilizar para fazer corrida, caminhada, praticar atividade física. Ou seja, era uma área que estava mal aproveitada e hoje será mais um espaço com vocação para o esporte. As pessoas terão mais segurança, mais iluminação e mais conforto”, disse.

A professora Carol Guedes, de 56 anos, estava treinando corrida no momento da entrega e elogiou a iniciativa: “Achei maravilhosa a obra, principalmente para quem pratica esporte, como eu. Essa área estava sinceramente subutilizada, e dessa forma como está agora a gente vai poder correr tranquilamente sem perigo em relação ao trânsito, aos carros. Está muito bem construída, bem bonita, agregou muito ao bairro”.

Equipamentos

Todo o mobiliário urbano, a exemplo dos brinquedos da Praça Doutor Sósthenes Tavares Macêdo, foram confeccionados pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal). No parque infantil, os pequenos vão poder se revezar entre Casa do Tarzan, balanço, escorregadeira, gangorra – inclusive para Pessoa com Deficiência (PcD) -, balanço galvanizado e amarelinha, tudo isso cercado por eucalipto tratado.

Para crianças com idade até seis anos, a Desal instalou elementos lúdicos, especialmente desenvolvidos pela companhia, a exemplo de abelhinha, cobrinha, túnel e gangorra de abelhinha, também cercados por eucalipto tratado.

Na academia de ginástica, os moradores contam com barras paralelas, barras de apoio e prancha abdominal. Já na academia de saúde, mais voltada para exercícios de baixo impacto, há dois simuladores de remada, um deles para PcD, um simulador de cavalgada, dois simuladores de giro triplo e um multiexercitador.

Já o cachorródromo dispõe de paraciclos, manilhas, piquetes, Dog Rampa, academia antiqueda, escada, rampa, barra paralela e demais equipamentos. A praça concentra ainda três quiosques de lanche e um de acarajé, guarda-corpo em eucalipto tratado, grama sintética e natural e mobiliários diversos.

A praça agora conta com iluminação em LED, com 65 luminárias comuns, 18 decorativas e 57 postes de fibra implantados. Já a Rua Manoel Philomeno de Miranda tem 27 luminárias LED e 15 postes de fibra, sem contar as obras de infraestrutura elétrica realizadas para a nova tecnologia.

Veja também

Lula: maior desafio da humanidade, acabar com a fome exige decisão política

“Nunca, tantos tiveram tão pouco, e tão poucos concentraram tantas riquezas. Nada é tão absurdo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!