quarta-feira 29 de junho de 2022
Foto: Igo Estrela/Metrópoles/Reprodução
Home / JUSTIÇA / Arali Duarte é empossada desembargadora eleitoral do TRE-BA
terça-feira 21 de junho de 2022 às 17:01h

Arali Duarte é empossada desembargadora eleitoral do TRE-BA

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Magistrada irá compor a Corte Eleitoral baiana durante o biênio 2022/2024

Em cerimônia realizada na manhã da última segunda-feira (20), a Juíza Federal Arali Maciel Duarte foi empossada como desembargadora eleitoral do TRE da Bahia. A magistrada irá compor a Corte Eleitoral baiana até 2024. A cerimônia de posse, realizada no Gabinete da presidência do Órgão, foi conduzida pelo presidente, desembargador Roberto Maynard Frank. O termo de posse foi proferido pelo diretor-geral, Raimundo Vieira.

A mais nova empossada da Corte baiana manifestou disposição para agregar e cumprir o desafio de contribuir para a realização das Eleições Gerais 2022. “É uma honra estar aqui. Espero poder cumprir e dar continuidade ao excelente trabalho do juiz Ávio Mozar, ainda mais neste ano eleitoral, um desafio para todos nós”. Ainda em seu pronunciamento, a magistrada relembrou o período como estagiária e servidora do TRE baiano. “Estou muito feliz em retornar ao Regional. Me sinto ambientada com a equipe e conheço boa parte dos servidores”, relatou.

O presidente do Regional celebrou a chegada da nova integrante. “Esta Casa te recebe de braços abertos. Seja muito bem-vinda. Sua chegada vem em boa hora, momento em que nos preparamos para vivenciar, em breve, o período eleitoral. Haveremos de realizar eleições de forma segura, com celeridade e efetividade, marca desta Justiça especializada. Contamos com sua capacidade de trabalho, que é reconhecida na Justiça Federal, bem como com suas contribuições estimadas pela comunidade jurídica, que haverão de somar ainda mais ao TRE da Bahia, de modo que possamos entregar a mais justa Justiça”.

Sobre a desembargadora eleitoral

Arali Duarte é formada em Direito pela Universidade Católica do Salvador (Ucsal), tendo colado grau em 20 de janeiro de 1991. De 1989 a 1992, ocupou o cargo de Auxiliar Judiciário (que corresponde atualmente ao de Técnico Judiciário), de nível médio, no TRE baiano, tendo sido ainda diretora-geral do Eleitoral. Entre abril e agosto de 1992, foi analista judiciária do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região. Na Justiça Federal, exerceu – até 1998 – cargo de analista judiciária.

Em setembro de 1998, foi empossada juíza federal substituta, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília/DF, depois de ter sido aprovada no VI Concurso Público para Juiz Federal Substituto. Em 2005, passou a exercer o cargo de juíza federal da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Pará (Vara Cível). Já em 2010, passou a exercer cargo de juíza federal da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado da Bahia (Vara Cível). Entre agosto de 2010 e maio de 2014, foi designada, por diversas ocasiões, para responder pela direção do Foro da Seção Judiciária da Bahia, em substituição aos juízes federais diretores do Foro, Cynthia de Araújo Lima Lopes e Ávio Mozar José Ferraz de Novaes.

Veja também

PT da Bahia informa que policiais farão de forma voluntária a segurança de Lula no 2 de julho

Com a confirmação de que Lula estará nas comemorações do 2 de Julho em Salvador, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!