terça-feira 16 de agosto de 2022
Alta comissária da ONU para os direitos humanos, Michelle Bachelet, em Genebra - Foto: Reuters
Home / Mundo / MUNDO / Alta comissária da ONU se diz alarmada com ameaça a indígenas e ativistas de direitos humanos no Brasil
segunda-feira 13 de junho de 2022 às 15:39h

Alta comissária da ONU se diz alarmada com ameaça a indígenas e ativistas de direitos humanos no Brasil

MUNDO, NOTÍCIAS


A chefe de direitos humanos da Organização das Nações Unidas, Michelle Bachelet, afirmou nesta segunda-feira (13) estar alarmada com ameaças contra defensores de direitos humanos ambientais e povos indígenas no Brasil, em um apelo para que as autoridades assegurem respeito aos direitos fundamentais.

“No Brasil, estou alarmada com ameaças contra defensores de direitos humanos ambientais e povos indígenas, incluindo a exposição à contaminação por mineração ilegal de ouro. Casos recentes de violência policial e racismo estrutural são preocupantes, assim como ataques contra parlamentares e candidatos, principalmente afrodescendentes, mulheres e pessoas LGBTI+, antes das eleições gerais de outubro”, disse ela em discurso ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

“Apelo às autoridades para que assegurem o respeito pelos direitos fundamentais e instituições independentes”, reforçou ela.

As declarações de Bachelet ocorrem em meio à forte pressão internacional que o Brasil vem sofrendo decorrente do desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira há mais de uma semana em uma região com índios isolados no Vale do Javari, na Amazônia.

A chefe de direitos humanos da ONU indicou na mesma sessão que não buscará um segundo mandato, em um anúncio surpreendente.

Bachelet fez uma viagem à China no mês passado, pela qual foi criticada por grupos de direitos humanos e por alguns governos ocidentais, incluindo os Estados Unidos, que disseram que as condições impostas pelas autoridades chinesas à visita não permitiram uma avaliação completa e independente do ambiente de direitos humanos no país.

“Com meu mandato como alta comissária chegando ao fim, a quinquagésima sessão deste Conselho será a última que eu lidero”, afirmou ela, sem dar um motivo para sua decisão.

Veja também

Cinco estados registram queda na conta de luz após mudança no ICMS, diz Ministério

A redução do ICMS sobre a conta de luz já pode ser sentida por consumidores …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!