terça-feira 30 de novembro de 2021
Procurador-geral da República, Augusto Aras, conversa com Pedro Bial — Foto: Reprodução/TV Globo
Home / JUSTIÇA / A grande decisão de Aras sobre Bolsonaro
terça-feira 26 de outubro de 2021 às 18:45h

A grande decisão de Aras sobre Bolsonaro

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Com as atenções totalmente voltadas para a votação do relatório final da Comissão da Pandemia no Senado nesta terça-feira (26) uma questão importante também precisa ser lembrada. Após o documento ser aprovado, o que vai acontecer, ele será enviado para o Procurador-Geral da República, Augusto Aras.

Com um histórico de defesa ao presidente e um comportamento pró-governo em muitas situações, a decisão de Aras é uma incógnita. Ao contrário do que acontecia nos governos do PT, quando os PGRs foram escolhidos dentro da lista tríplice e muitas vezes se posicionaram contra o governo em exercício, Aras foi nomeado por Bolsonaro fora da lista de forma inédita e agora seu comportamento sinaliza que o presidente pode ser protegido.

Bolsonaro está sendo acusado de dez crimes pelos senadores. Mesmo que a comissão tenha errado a mão em uma ou outra acusação, é inegável a responsabilidade do presidente por parte das mortes causadas pelo coronavírus. O motivo? O atraso proposital na vacinação dos brasileiros.

A decisão de Aras é ainda mais importante porque 2022 é um ano eleitoral e a bomba pode estourar exatamente no momento em que o presidente tenta ganhar forças para conseguir uma reeleição. Se surpreender e for contra o governo, Aras estará abrindo a porta para um processo longo e grave contra o presidente.

Se fizer o que é esperado e proteger o governo, o PGR será duramente criticado. Além disso, existe a grande possibilidade de Bolsonaro perder as eleições e perder, também, seu foro privilegiado. Nessa circunstância, o processo será enviado à primeira instância e Bolsonaro pode, inclusive, ser preso.

Independente de perder ou não as eleições, Bolsonaro já perdeu. E Aras certamente percebeu isso. O presidente perde credibilidade ao ser acusado de crimes gravíssimos, ao ter seu sigilo telemático quebrado, ao ver senadores e milhares de brasileiros buscando respostas que ele não quer dar, mas vai precisar responder.

Veja também

Bolsonaro se filia e é oficialmente do PL, 9ª legenda da carreira política

O presidente Jair Bolsonaro se filiou na manhã desta terça-feira (30) ao Partido Liberal. A …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!